domingo, 31 de dezembro de 2017

Dois homens são presos após tentativa de furto em agência do Bradesco


Uma tentativa de furto contra a agência do Bradesco na cidade de Várzea Alegre na madrugada deste domingo, 31, resultou na prisão de dois acusados: Antônio Augusto de Lima, 38 anos, e Gilson Alves de Souza, 27 anos. Foram apreendidos vários sacos plásticos com moedas, totalizando R$ 1.200,00, dois revólveres, calibre 38, dois coletes a prova de bala da Polícia Militar, um telefone celular, 12 munições intactas, uma camionete F 1000, placas BXO 9106, inscrição de Nova Olinda, com chapas de ferro nos vidros das portas e atrás da cabine, e uma bolsa com ferramentas e serra com disco de corte de aço.

A movimentação foi intensa de policiais militares do Comando Tático Rural (Cotar), do BP Choque, da Força Tática, Batalhão de Divisas e dos destacamentos das unidades de municípios das regiões Centro-Sul e Cariri.

Eles tentaram arrombar o cofre, mas não conseguiram, segundo o 10º Batalhão de Polícia Militar de Iguatu.

“As moedas estavam no chão, próximo ao cofre”, contou Antônio Augusto. “Esta foi a primeira vez que tentei furtar um banco no Ceará”. Ele disse que mora em Nova Olinda, mas que teria uma casa alugada em São Paulo. Gilson Souza afirmou que mora em São Paulo.

Antônio Augusto contou que ele e o comparsa entraram na agência arrombando a parede e uma grade de ferro que havia em uma pequena janela.

Os dois serão ouvidos pelo delegado plantonista, Marcos Rafael.

O serviço de vídeo monitoramento e o alarme da agência acionaram o destacamento, informando que o local fora violado. Policiais de Iguatu e da região do Cariri foram ao local e cercaram a agência. Os dois indivíduos pularam o muro para a agência do Banco do Brasil, que fica ao lado, e se esconderam em uma cisterna. Policiais efetuaram disparos para o alto e a dupla se rendeu, por volta das 5 horas da manhã.

Os dois acusados foram transferidos para a Delegacia Regional de Polícia Civil de Iguatu.

Temor

Inicialmente, a Polícia Militar acreditava que a ação era de uma quadrilha especializada em roubo de bancos e estaria fortemente armada. As agências do Bradesco e do Banco do Brasil são vizinhas.

Por questão de segurança, a festa que estava sendo realizada no Clube Recreativo de Várzea Alegre (CREVA), que fica próximo às agências bancárias, foi suspensa no meio do show do cantor Batista Lima e a apresentação da Banda Forró Real foi cancelada. Os brincantes tiveram que permanecer no clube porque havia o temor de troca de tiros.

Por Honório Barbosa Diário Centro Sul

Com colaboração do radialista Nilton Oliveira