terça-feira, 16 de janeiro de 2018

Corpo é impedido de embarcar e atrasa traslado de tauaense que morreu no Rio

O traslado do corpo do tauaense Antônio Barros, conhecido como Antônio Sampaio,que faleceu no último domingo,no Rio de Janeiro,sofreu um atraso em relação a programação anteriormente divulgada.O embarque aconteceria na tarde dessa terça-feira,16,mas não foi permitido pelo setor de fiscalização no aeroporto.A alegativa é que o corpo apresentava secreções, impossibilitando a viagem.Todo um novo processo para a liberação foi feito,mas o embarque só poderá acontecer as 16h dessa quarta-feira.Diante desse fato,a chegada a Tauá fica agora prevista para a meia noite dessa quarta-feira.O velório fica agora previsto para a quinta-feira,na Igreja Filadélfia e o sepultamento as 16h no cemitério São Judas Tadeu.Desde o início tem sido burocrático esse processo de liberação,o que tem aumentado ainda mais a dor e o sofrimento dos familiares e amigos.

Governador anuncia o primeiro concurso público da história da Secretaria de Cultura


O governador Camilo Santana anunciou nesta terça-feira (16), durante bate-papo com a população em sua página no Facebook, o primeiro concurso público do Estado para 2018. De forma inédita em 52 anos de existência, a Secretaria da Cultura abrirá seleção para profissionais de nível superior em diversas áreas de atuação. Serão 132 vagas. O processo para abertura do edital está em tramitação na Secretaria do Planejamento e Gestão (Seplag). A realização está prevista ainda para o primeiro semestre.

“A Secult é a secretaria mais antiga do País, com mais de 50 anos, e nunca foi realizado um concurso público para ela. Estou, a partir de hoje, autorizando a abertura dessa seleção. Estamos com uma consultoria fazendo todos os estudos necessários. Serão 132 vagas para a Secretaria da Cultura. O processo já está na Seplag, e vamos pedir autorização na Assembleia Legislativa para realizar a prova. Esse é um presente para a cultura do nosso Estado, vamos valorizar mais as nossas raízes”, detalhou o chefe do Executivo.

As oportunidades de emprego no serviço público serão abertas para profissionais formados em Arquitetura, Biblioteconomia, Museologia, História, Letras, Música, Audiovisual, Artes Cênicas, Mídias Digitais, Pedagogia, Direito, Economia, Administração, Contabilidade, Engenharia, dentre outras.