quarta-feira, 1 de setembro de 2021

20 mil servidores do Estado do Ceará deixaram de fazer a prova de vida

 

O prazo para que os servidores ativos, aposentados, pensionistas, reserva e reforma realizassem seu recadastramento e prova de vida chegou ao fim nessa terça-feira (31).

Dos 141.350 servidores ativos, aposentados, pensionistas, reserva e reformados mais de 120 mil conseguiram realizar o processo, porém cerca de 20 mil servidores não realizaram o recadastramento e prova de vida. Segundo o presidente da Cearaprev, João Marcos Maia, o prazo não será prorrogado e de acordo com o decreto 34.135 de 02 de julho de 2021, que dispõe sobre o recadastramento e a prova de vida dos beneficiários do Sistema Único de Previdência Social do Estado do Ceará (Supsec) e do Sistema de Proteção Social dos Militares do Estado do Ceará e institui a plataforma digital “Cearaprev On-line”, a Fundação tem até 60 dias para fazer o bloqueio dos salários.

Segundo o artigo 12º, “a suspensão dos pagamentos do beneficiário que não realizar o recadastramento ou prova de vida digital e remota, conforme o disposto na Lei 14.327 de 20 de abril de 2009 e neste Decreto será efetivada no segundo mês subsequente à data final de realização dos procedimentos estabelecidos neste Decreto ou em Instrução Normativa da Cearaprev e será mantida até que seja regularizada a situação.” Ou seja, com efeitos financeiros do bloqueio acontecerão no dia 01 de novembro de 2021.

O presidente da Cearaprev, João Marcos Maia, explica que a Fundação deverá encaminhar a lista dos inadimplentes para Seplag e órgãos dos demais poderes, na primeira semana de outubro, a fim de que sejam efetivadas as suspensões de remunerações e proventos. . “Vamos enviar a lista , então quem ainda não realizou tem até lá para realizar sem prejuízo nos proventos. Nos certificamos que todo o processo fosse realizado para a melhoria de vida dos servidores. Ajudamos sempre com vídeos tutoriais, entrevistas, capacitações. Todas as secretarias foram envolvidas. Não fizemos nada sós. Desenvolvemos plataformas para notificar os servidores, ligamos para eles e vamos enviar a lista em outubro fornecendo a quem não fez o processo que o faça”, destaca.

Quando o prazo foi estendido o número de acessos por dia caiu consideravelmente. Para o presidente da Cearaprev esse é um dos motivos pelos quais o prazo não será prorrogado. É importante destacar que a pedido dos servidores, associações e sindicatos o prazo final, que inicialmente era dia 30 de junho de 2021, foi prorrogado por mais dois meses encerrando nessa terça-feira

“As pessoas deixam para última hora e dificultam o processo. Sobrecarregam o sistema, apresentam dificuldades e ficam ansiosas. Vimos isso em junho. Prorrogamos para agosto e a situação se repetiu. Se continuarmos prorrogando não conseguiremos concluir o recadastramento e prova de vida esse ano. E esse não é o nosso objetivo.”, conclui.

O aplicativo continuará disponível nas lojas e o servidor pode continuar realizando o recadastramento e prova de vida. Os canais de atendimento também continuam a disposição.

O atendimento presencial só acontece mediante agendamento.

Canais de comunicação

Novidade a nível nacional o aplicativo Cearaprev On-line foi desenvolvido para que os servidores tivessem mais comodidade na realização do seu recadastramento e prova de vida. A Fundação de Previdência Social do Estado do Ceará (Cearaprev) deu todo o suporte desde antes do aplicativo ficar disponível nas lojas google play e apple store.

Foram treinados aproximadamente 800 facilitadores em todas as secretarias e órgãos dos poderes executivo, legislativo e judiciário, além da equipe de suporte na central de atendimento e redes sociais. Para os beneficiários que possuem algum tipo de comorbidade foram disponibilizadas visitas domiciliares e para os que não tinham aparelho celular compatível com a tecnologia foram agendados atendimentos presenciais.

Fonte: Governo do Estado 

Um comentário:

Botões de Compartilhamento