sábado, 14 de novembro de 2020

TSE verifica sistema e afirma que está apto para eleições municipais

 


O secretário de tecnologia da informação do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), Giuseppe Janino, disse neste sábado (14.nov.2020) que o sistema de computação de votos para as eleições municipais foi aprovado. “Fizemos a verificação da integridade e da autoria desse sistema que fará a totalização [dos votos]”, declarou a jornalistas depois de cerimônia que comprovou a integridade dos softwares utilizados no processo.

Giuseppe disse que o processo de totalização dos resultados das eleições de 2020 sofrerá alterações. Em vez de reunir os dados dos centros de controle nos 26 Estados e no Distrito Federal –como funcionava até 2018– o TSE concentrará o processamento em 1 só local.
Publicidade

“Vamos ter 1 único ponto de totalização, em uma nuvem computacional, onde se fará a totalização dos 5.567 municípios, trazendo várias vantagens, principalmente em termos de segurança, performance, compartilhamento, poder de processamento e gestão de todo o processo”, disse.

A cerimônia de verificação deste sábado serve para comprovar que o sistema que totalizará o resultado das eleições deste domingo (15.nov) é o mesmo que foi lacrado e assinado na 6ª feira (13.nov). Segundo o tribunal, os softwares verificados são o InfoArquivos (Informação de Arquivos de Urna), o RecArquivos (Receptor de Arquivos de Urna) e o Sistot (Sistema da Totalização).

SEGURANÇA SANITÁRIA

O vice-presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Edson Fachin, também esteve no evento. Disse que “o voto é um instrumento poderoso para admitir ou demitir os gestores públicos” das cidades e municípios. E afirmou que há segurança sanitária para os eleitores irem às urnas.

“Exceto se houver uma recomendação de autoridade sanitária em sentido diverso, estamos conclamando a população que vá com segurança e tranquilidade aos locais de votação”, disse o ministro.

Neste domingo (15.nov), quase 148 milhões de eleitores poderão votar em 26 unidades da Federação. A população elegerá vereadores, prefeitos e vice-prefeitos. De acordo com o TSE (Tribunal Superior Eleitoral), há 19.342 candidatos a prefeito e 518.308 disputando uma vaga de vereador. Não haverá pleito no Distrito Federal nem em Fernando de Noronha, que é 1 distrito do Estado de Pernambuco.

Em Macapá, as eleições foram adiadas devido ao apagão que atinge o Amapá. O TRE (Tribunal Regional Eleitoral) local considerou que não seria possível garantir a segurança dos eleitores no domingo. As novas datas são 13 de dezembro para o 1º turno e 27 de dezembro para o 2º turno, se houver.

O eleitor de Mato Grosso, por sua vez, também escolherá 1 senador, em virtude da vaga deixada por Selma Arruda. Ela teve seu mandato cassado pelo TSE pelos crimes de caixa 2 e abuso de poder econômico na campanha de 2018.

Dados do TSE mostram que 15.252 candidatos considerados aptos a concorrer nas eleições municipais ainda têm alguma pendência na Justiça Eleitoral relativa ao registro da candidatura.

Fonte: MSN 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Adsense

Botões de Compartilhamento