segunda-feira, 8 de junho de 2020

Câmara Municipal de Tauá aprova projeto que legaliza sessões virtuais além de outras matérias


A Câmara Municipal de Tauá realizou nesta segunda-feira, 08, mais uma sessão virtual, sob o comando do presidente Felipe Viana. A sessão foi longa e contou com os debates entre os parlamentares e a votação de várias matérias do legislativo.

O assunto que gerou maior discussão foi a retirada de projetos do executivo, que deveriam ser votados na sessão desta segunda-feira, 08. O projeto 31, dispõe sobre o pagamento do adicional de insalubridade aos auxiliares e técnicos de enfermagem integrantes do quadro de servidores públicos. O executivo enviou oficio solicitando a retirada do projeto de pauta, para que sejam feitas alterações. Não foi dada uma confirmação oficial, mas fala-se nos bastidores que essa alteração seria a inclusão de enfermeiros como beneficiários da insalubridade. A sessão contou com a participação da enfermeira Fernanda Borges, que em nome da categoria informou que não existe disputa entre as categorias, mas também estão cobrando melhorias salariais. Os vereadores de oposição criticaram o executivo pela retirada do projeto.

Outro projeto retirado, o 09, dispõe sobre o adicional extraordinário de insalubridade, destinado aos agentes de saúde pública, envolvidos nas ações de combate a pandemia da Covid-19. Desde as sessões anteriores que parlamentares debatem sobre a matéria e querem a especificação das categorias que serão beneficiadas. O vereador Luis Tomaz pediu vistas da matéria e diante do impasse, o líder do executivo, vereador Argentino pediu também a retirada do projeto.

O vereador Luis Tomaz, em pronunciamento na tribuna virtual, alertou para a disseminação do Coronavírus na Vila Joaquim Moreira. Segundo ele, uma pessoa já morreu na vila, um óbito está sendo investigado e vários casos positivos. O vereador Argentino também se referiu ao assunto e segundo ele, já são 20 casos confirmados da doença naquela vila o que tem deixado os moradores preocupados e chamou à atenção da Secretaria de Saúde.

Na ordem do dia, várias matérias foram votadas na sessão desta segunda-feira. Como destaque foi aprovado o projeto de resolução 12, de autoria da Mesa Diretora da Câmara, que altera o artigo 37 do regimento interno da casa legislativa. O projeto legaliza a realização das sessões virtuais que vem ocorrendo desde o inicio da pandemia. 11 parlamentares votaram a favor e três se abstiveram de votar. Foram aprovados por unanimidade, três projetos de resolução, que concedem medalhas do legislativo, para Samara Kelly Bonfim Gomes, de autoria do vereador Marco Aurélio e para Rita Elidio Freitas e José Pedrosa de Oliveira, de autoria do presidente Felipe Viana. Também de autoria do vereador Felipe Viana foi aprovado o projeto que concede o titulo de cidadania tauaense ao senhor Luis Varginha Ferreira de Melo, conhecido como Luis da capotaria.



Repórter Edy Fernandes

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Botões de Compartilhamento