sexta-feira, 7 de junho de 2019

Reunião tratou sobre Consórcio para Gestão Integrada de Resíduos Sólidos da Região Inhamuns

Foto:Nicolas Oliveiras
Tauá sediou uma reunião com possiveis integrantes do Consórcio para Gestão Integrada de Resíduos Sólidos da Região Inhamuns. Na ocasião, os representantes dos municípios de Tauá, Arneiroz e Parambu tiveram conhecimento dos procedimentos necessários para a formação de um protocolo de intenção para a criação do primeiro consórcio para a gestão integrada de resíduos sólidos.

O Gestor Ambiental da Secretária Estadual de Meio Ambiente, Leorne Cavalcante, fez uma breve descrição das tratativas necessárias para iniciar a Gestão do Consórcio: Protocolo de Intenções, criação de Lei Municipal especifica, dentre outras, "após os primeiros passos executados, sera criado o Fundo Municicpal de meio ambiente, a aprovação do plano de coletas seletivas multiplas e um estudo para a aferição da área destinada para a construção da Central Municipal de Residuos sólidos, além da inserção de ecopontos de coleta de residuos sólidos em cada município", explicou Leorne Cavalcante.

A medida visa implementar centrais municipais de tratamento de resíduos sólidos para reduzir danos ambientais causados pelos aterros sanitários. Após aprovação pela câmara de vereadores, cada cidade terá prazo de até cinco anos para construir uma central. Nas mais populosas, haverá suporte de ecopontos.

Além de Leorne Cavalcante, a reunião contou com representantes do Município de Tauá: Francisco Renato Carvalho(Chefe de Gabinete do Prefeito Fred Rêgo), Iomar Cavalcante Barbosa (Técnico da Superitêndencia Municipal de Meio Ambiente - Supermata), do Município de Arneiroz: Edgar De Castro Monteiro (Prefeito), Robecio Monteiro (Secretário de Infraestrutura Serviços Públicos e Transporte) e Bernardo Lopes (Secretário de Agricultura); do Município de Parambu: Nazareno Carlos (Presidente do Conselho de Meio Ambiente - Condema).

"Segundo previsões os municípios que adotarem a iniciativa e cumprirem com as exigências receberão 2% do ICMS ecológico para dar continuidade ao projeto. O valor do repasse é estimado em R$ 430 mil por ano, totalizando na Região dos Inhamuns, (Tauá, Aiuaba, Arneiroz, Quiterianopolis e Parambu), um total de R$ 2.150.000,00 (dois milhões e cento e cinquenta mil reais), para a gestão do consórcio" ressaltou o Técnico da Supermata Iomar Cavalcante.

Os municípios de Aiuaba e Quiterianópolis não enviaram representantes,os prefeitos destes municípios da região terão prazo para aderir à proposta.

Com informações do NIC

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Botões de Compartilhamento