quarta-feira, 12 de junho de 2019

Réu absolvido pelo Tribunal do Júri da comarca de Quiterianópolis


O Tribunal do Júri Popular de Quiterianópolis absolveu, nesta segunda-feira,10, o réu José Remy Mota Pereira, 27 anos. Ele é acusado de participação em um homicídio à bala em que foi vítima o doente mental Joelson Alves Lima, 39 anos.

O crime aconteceu na madrugada do dia 20 de janeiro de 2018, na localidade de Malhada da Areia, zona rural do município de Quiterianópolis. A vítima foi morta no interior do imóvel onde morava. O outro acusado é Antônio Cleisiano Rodrigues Mota.

José Remy é da localidade de Santa Rita, em Quiterianópolis, e cumpria pena na Casa de Privação Provisória de Liberdade Professor Clodoaldo Pinto (CPPL) II, em Itaitinga, região metropolitana de Fortaleza. Ele havia sido preso no dia 24 de julho de 2018, no Rodoviária de Tauá, quando tentava fugir de Quiterianópolis para São Paulo.

A sessão desta segunda-feira,10, foi presidida pela Juíza de Direito Leila Regina Corado Lobato, da Comarca de Quiterianópolis, tendo na acusação o Promotor de Justiça, José Haroldo dos Santos Silva Júnior. A defesa do réu foi feita pelo advogado José Erisvaldo Vieira Coutinho.

O Fórum Desembargador Joaquim Jorge de Sousa Filho ficou bastante movimentado, durante o julgamento de José Remy.

Repórter Cícero Lacerda

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Botões de Compartilhamento