quarta-feira, 13 de julho de 2022

Policia Civil realiza operação em Quiterianópolis e cumpre três mandados de prisão

 

A Policia Civil do Ceará, através dos Policiais das delegacias Regional de Tauá e Municipal de Quiterianópolis, cumpriu nesta quarta-feira (13), três mandados de prisões em Quiterianópolis.

A primeira prisão foi de Antônio Ronio Souza Pereira. Ele é acusado de ameaçar sua ex mulher e seu próprio filho, um bebê de apenas 1 ano e 9 meses. O bebê foi resgatado e entregue para a mãe dia 14 de abril e, em menos de 1 mês a Delegada conseguiu a expedição do Mandado de Prisão Preventiva e de busca e apreensão. A ex companheira vivia sob cárcere privado e contantes agressões físicas e psicológicas. Nos relatos de terror, a vítima conta que já teve dedo cortado de faca, já foi derrubada da cama junto com o bebê com apenas 6 dias de resguardo, que dormia na cama com este e um facão para intimidá-la( facão este apreendido pela Polícia Civil) que em outra casa este colocava pregos nas janelas de madeira para que esta não tivesse qualquer brecha que pudesse ser olhada por outras pessoas.

Seu agressor a espancava na frente da mãe e ameaçava vizinhos que a socorriam, atirando para o alto, tendo esta já dormido no meio do mato com 8 meses de gravidez fugindo da violência do acusado. Viviam em local altamente isolado, próximo a Independencia , não querendo que esta tivesse contato com ninguém. O ex companheiro e agressor chegava a espancar a vítima alegando que esta o traía com o pai e irmão do agressor e exigia dinheiro da mãe da vítima que o entregava cerca de R$ 1200 por mês por medo de que este agredisse ainda mais a sua filha.

Preso, o agressor negou as acusações, mas ao ser mostrado vídeo da ameaça de esfaqueamento desta ainda grávida “com menino e tudo, vou te deixar toda esbagaçada” disse que estava bebado e que só iria se pronunciar em juízo. A polícia já concluiu o Inquérito e este foi entregue ao núcleo de custódia de Crateús onde ficará à disposição da justiça.

A segunda prisão preventiva foi de Igo Magalhães, acusado de furto qualificado em vários comércios de Quiterianopolis, incluído um laboratório. O fato ocorreu numa espécie de arrastão em período noturno, mas as imagens de um estabelecimento vizinho filmou a empreitada e uma das vítimas o reconheceu. A Delegada representou pela prisão preventiva e o judiciário concedeu. A polícia já concluiu o Inquérito e o indivíduo foi entregue ao núcleo de custódia de Crateús onde ficará à disposição da justiça.

A terceira prisão foi de Leandro Pedrosa por violência doméstica física e psicológica, alem de cárcere privado contra sua ex companheira. O fato ocorreu quando terminaram o relacionamento e a vítima se mudava para seu novo domicílio na zona rural de Quiterianopolis. A ex companheira foi surpreendida no dia de sua mudança, quando este adentrou e se alojou por dias, mantendo-a sob cárcere privado. A vítima sofreu lesões corporais e contantes agressões físicas e psicológicas. A polícia já concluiu o Inquérito e este foi entregue ao núcleo de custódia de Crateús onde ficará à disposição da justiça.

Repórteres Edy Fernandes e Flaviano Oliveira


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Botões de Compartilhamento