quinta-feira, 10 de março de 2022

Alunos da Escola profissional Monsenhor Odorico participam da Olimpíada Brasileira de Agropecuária (Obap).

 

O estado do Ceará teve dupla representação na final da Olimpíada Brasileira de Agropecuária (Obap). Estudantes das Escolas Estaduais de Educação Profissional (EEEP) Antônio Mota Filho, em Tamboril, e Monsenhor Odorico de Andrade, em Tauá, viajaram na última sexta-feira (3) para Vitória, capital do estado do Espírito Santo, para participar da etapa decisiva do certame. A competição nacional é destinada a alunos do curso técnico em Agropecuária e nas demais formações do Eixo Tecnológico Recursos Naturais.

O objetivo da Obap é estimular o ingresso de jovens nas carreiras técnico-científicas e docente, incentivando a participação em movimentos de iniciação científica e de produção de tecnologia. O desafio estimula a cooperação e a integração entre os estudantes.

Vitória Gomes, de 16 anos, cursa a 3ª série na EEEP Monsenhor Odorico de Andrade, em Tauá. A estudante acredita que a participação dela e dos colegas na Olimpíada servirá de incentivo a outros jovens da região a também buscarem ampliar os horizonte

“Resolvemos participar para ter aprofundamento em nossa área, na expectativa de levar medalhas para a nossa cidade e estado, valorizando ainda mais o nosso curso de Agropecuária. Foi um momento muito bom, conhecemos novas culturas e realidades. Eu nunca saí da minha cidade para vivenciar outras experiências, e a OBAP trouxe a oportunidade”, ressalta. Além de Vitória, a delegação da escola foi composta pelos alunos Lara Kivia dos Santos e Jezimiel Oliveira, sob a orientação do professor João Paulo Nobre.

O educador, que também é coordenador do curso técnico em Agropecuária na EEEP de Tauá, considera que o evento é mais do que uma mera competição, pois propicia o amadurecimento dos jovens. “Além de todo o crescimento acadêmico e profissional que os estudantes tiveram com a vivência, também ficamos felizes de proporcionar-lhes novas experiências do campo pessoal”, observa.

Bagagem

Sávio Moura, de 17 anos, é aluno da 3ª série na EEEP Antônio Mota Filho, em Tamboril. O jovem entende que a experiência na competição será um diferencial para o currículo.

“Está sendo fantástico ter a oportunidade de aplicar o nosso conhecimento adquirido durante o curso técnico e poder participar de algo tão grandioso. É um evento da nossa área, em que poderemos adquirir novos conhecimentos para a nossa carreira profissional”, considera Sávio, que viajou junto com os colegas João Manuel Araújo e Tatiane Nascimento.

A professora Valderlandia dos Santos, coordenadora do curso de Agropecuária na EEEP de Tamboril, acompanhou a comitiva dos alunos para o ES. A educadora observa que a ocasião serve como incentivo para os estudantes buscarem novos horizontes.

“Além disso, contribui para aprimorar os conhecimentos já adquiridos e para o desenvolvimento pessoal e profissional dos nossos alunos, formando técnicos agropecuários mais preparados para o mercado de trabalho. A participação nessa Olimpíada também é de extrema importância para o desenvolvimento do curso e da nossa escola”, ressalta.

Fonte: Seduc

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Botões de Compartilhamento