segunda-feira, 2 de agosto de 2021

Câmara Municipal de Tauá retorna com às sessões ordinárias em uma longa sessão

 

A Câmara Municipal de Tauá retornou com às sessões ordinárias nesta segunda-feira (02), com a realização de uma longa sessão que só veio terminar por volta das 21h30. Como vinha do recesso do meio do ano, muitas matérias foram acumuladas, como também assuntos para serem debatidos pelos parlamentares. 

As sessões voltaram de forma presencial e o plenário do legislativo ganhou uma adequação para cumprir os decretos municipal e Estadual em relação a Covid-19. O público também já pode acompanhar de forma presencial a sessão, dentro de um limite de até 40 pessoas. Os gabinetes dos parlamentares ganharam novos equipamentos e uma melhor estrutura física, para atenderem as pessoas que procuram diretamente cada parlamentar. As ações de melhorias implementadas pela atual mesa Diretora que tem à frente o vereador Helder Castelo, foram aplaudidas pelos demais vereadores e todos os que ocuparam a tribuna fizeram questão de parabenizar o Presidente. 

Outra novidade na sessão desta segunda-feira, foi o retorno do vereador Felipe Viana, que estava licenciado desde o inicio da atual legislatura, ocupando um cargo de assessoria no executivo municipal. No momento que ele retorna é a vez do vereador Wellhington Urbano se licenciar. Em pronunciamento o vereador anunciou que recebeu um convite do executivo  e vai ocupar o cargo de assessoria de articulação. Com a licença o terceiro suplente da coligação, Luis Alves, permanece ocupando uma cadeira no legislativo. 

Entre as votações o destaque ficou para a aprovação do projeto de lei 39 do executivo, que
dispõe sobre a sustentabilidade financeira e patrimonial do Regime Próprio de Previdência Social dos Servidores Municipais de Tauá. Foi solicitada a urgência e em seguida o projeto foi aprovado por unanimidade. O projeto corrige um erro de redação de outro projeto aprovado em 2020, que trata da cobrança de 14% da alíquota previdenciária, que passa a ser somente do excedente de 3 salários mínimos.

Oito vereadores ocuparam a tribuna na sessão gerando diversos debates e até um momento mais acalorado no pronunciamento do vereador Felipe Viana. Ele voltou com muito entusiasmo e no seu discurso se dirigiu ao vereador Fúlvio fazendo questionamento sobre colocações anteriores do parlamentar. O vereador Fúlvio Gonçalves pediu um aparte que foi concedido no inicio, mas negado logo depois.

CONFIRA A PAUTA DA SESSÃO

ASSISTA A SESSÃO

Repórter Edy Fernandes 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Botões de Compartilhamento