sexta-feira, 4 de junho de 2021

Restaurantes e shoppings têm horário ampliado com avanço da flexibilização no CE; Cariri segue com restrições

 

Em transmissão ao vivo via redes sociais na tarde desta sexta-feira (4), o governador do Ceará, Camilo Santana, divulgou detalhes do novo decreto estadual de combate à pandemia da Covid-19. Todas as macrorregiões, exceto o Cariri, terão comércio de shoppings e setor de bares e restaurantes funcionando até às 22 horas. Já a região do Cariri segue com mais restrições das atividades não essenciais. As determinações vigoram até 13 de junho próximo. O governador também adiantou que eventos corporativos, com regras específicas, deverão ser autorizados a partir de 14 de junho.

O anúncio foi feito após reunião virtual com o comitê formado por profissionais de Saúde, presidentes do Tribunal de Justiça e Assembleia Legislativa, e representantes do Ministério Público Estadual, Federal e do Trabalho, e a Prefeitura de Fortaleza. Na ocasião do anúncio estava presente o secretário da Saúde do Ceará, Carlos Roberto Martins Rodrigues Sobrinho (Dr. Cabeto).

“Temos a preocupação ainda com os números do Cariri, portanto não há avanço em relação ao último decreto. Para as outras regiões do Estado há mudanças significativas, sai o toque de recolher às 22 horas e passa para às 23 horas. Por isso, vamos permitir que restaurantes e comérico de shoppings possam funcionar até às 22 horas”, informou Camilo. “Vamos autorizar também, a partir de 14 de junho, eventos corporativos, mas com limitação de público e com protocolos a serem definidos na próxima semana”, antecipou.

Ao explicar a situação epidemiológica do Ceará, o Dr. Cabeto ressaltou a redução de atendimento, internação e, principalmente, óbitos em pessoas acima dos 80 anos. “Registramos queda da mortalidade no Estado do Ceará por Covid-19, principalmente na população de idosos, o que, com certeza, é o reflexo da vacinação, o que nos dá uma esperança no momento que estamos passando. Na faixa de acima dos 60 anos, nós temos 80% das pessoas já vacinadas. Isso é ótimo”, explica o titular da Saúde.

Já sobre a taxa de transmissão no Estado, Dr. Cabeto informou que não houve grande variação em relação à semana passada, o que exige atenção. A taxa de positividade continua muito alta na região do Cariri (55%), enquanto em Fortaleza está em 31%. “Houve uma redução no número de atendimentos nas unidades de saúde em todas as regiões do Estado, exceto no Cariri. A letalidade dos casos tem caído de forma mantida, mas não há uma redução da taxa de transmissão em relação à semana passada. Ela vinha caindo e agora estamos estabilizados, isso é um sinal de que é preciso prudência “, resumiu o secretário.

Camilo Santana reafirmou o esforço de conseguir mais vacinas ao Ceará. “Só vou descansar quando todos os cearenses estiverem vacinados. E neste domingo já começaremos a vacinação do público geral, que inclui pessoas de 59 a 18 anos”, disse. O governador citou perspectiva de aumento de recebimento de remessas: “Deveremos receber mais vacinas Coronavac a partir da próxima semana, pois o Instituto Butantan já voltou a produzir suas vacinas. Mas a notícia melhor ainda é que, a partir de outubro, deveremos ter mais doses no Brasil, pois a Fiocruz produzirá seu própria IFA, não dependendo mais de insumos vindo da China ou da Índia, para fabricar a vacina no Brasil”.

Sobre o número de vacinados no Ceará, segundo o Vacinômetro da Sesa, até às 17h da última quinta-feira (3), 2.909.248 doses já foram aplicadas em todo o Estado. Com isso, 1.820.930 cearenses receberam a primeira dose, e 1.088.318 já foram imunizados com a segunda dose.

Fonte: Governo do Estado

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Botões de Compartilhamento