quarta-feira, 10 de março de 2021

Prefeito de Mombaça decreta novas medidas restritivas a partir desta quarta-feira (10)

 

A partir desta quarta-feira (10), o município de Mombaça volta a adotar medidas restritivas visando frear o aumento dos casos de Covid-19. A cidade do Sertão-Central cearense foi a primeira a decretar lockdown após a segunda onda da pandemia, ainda em fevereiro deste ano.

Pelas redes sociais, o prefeito de Mombaça, Orlando Filho, justificou a medida com base em estudo técnico realizado no município, que aponta um pico da transmissão do vírus entre 10 e 21 de março.

Com o decreto válido nesse período, ficam então proibidos de abrir: bares, templos, igrejas e demais instituições religiosas; academias, clubes, centros de ginástica e estabelecimentos similares; além de estabelecimentos de ensino para atividades presenciais.

Feiras e exposições, assim como festas ou eventos de qualquer natureza não podem ser realizados nesse período.

Segundo o prefeito, podem continuar as atividades, mas com restrições: padarias, estando proibido o consumo interno; laboratórios, apenas para coletas de exames, sendo proibido consultas eletivas; clínicas de saúde se comprovada a urgência dos casos; funerárias com velórios limitados a 15 pessoas e com duração máxima de 2 horas; oficinas mecânicas e borracharias com máximo de cinco funcionários; e lava-jatos, com atendimento exclusivo para carros vinculados aos sistemas de saúde e segurança pública.

O comércio e demais serviços podem atender apenas por delivery, e com 30% do efetivo interno. Industrias e centros de distribuição não podem atender presencialmente, também se limitando a 30% da equipe. Serviços bancários, como lotéricas e similares, atuarão apenas com demandas internas. Caixas eletrônicos não estarão em operação.

Ainda conforme o decreto, sistemas privados de transporte, tais comos táxis e moto-táxis poderão transportar apenas pessoas que estejam respeitando as medidas sanitárias contra a Covid-19.

51 mortes

Mombaça registra, até o momento, 2.217 casos confirmados de Covid-19, com 51 mortes. Os dados são da última atualização do IntegraSUS, da Secretaria da Saúde do Estado (Sesa), divulgados às 16:56h desta terça-feira (9).

O prefeito Orlando Filho admite o rigor das medidas, mas diz ser necessário diante da gravidade da pandemia.

"São estratégias difíceis de serem tomadas, mas de extrema importância. Eu peço a colaboração de cada cidadão de Mombaça, que se isole nesses dias, pois nós precisamos frear a transmissão do vírus, que nos assusta, nos devasta, mas com o apoio de cada mombacense nós venceremos", diz.

Fonte: Diário do Nordeste

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Botões de Compartilhamento