terça-feira, 9 de março de 2021

Municípios da macrorregião do Cariri não vão aderir ao lockdown

 

A Macrorregião de Saúde do Cariri cearense não entrará em lockdown contra o avanço da Covid-19. Decisão foi tomada nesta terça-feira (9) em reunião virtual de comitê criado pelos prefeitos dos municípios. A maioria foi contra a adoção do isolamento social rígido. Região é composta por 29 municípios.

Técnicos da Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa) participaram da reunião e alertaram aos gestores dos riscos de não adesão à medida. Eles argumentaram que com a rapidez de transmissão do novo coronavírus nesta segunda onda, a rede de assistência pode colapsar.

Os prefeitos que se posicionaram contrários afirmaram que são a favor de "medidas rígidas", mas sem fechamento de atividades não essenciais. O prefeito de Juazeiro do Norte, Gledson Bezerra, foi um dos que votaram contra o lockdown. Zé Ailton Brasil, chefe do Executivo de Crato e Guilherme Saraiva, de Barbalha, votaram a favor.

O comitê foi criado após reunião entre os prefeitos de Crato, Juazeiro do Norte e Barbalha, onde foram definidas as ações coletivas.

A medida está sendo adotada por municípios do Ceará após recomendação do governador Camilo Santana, devido ao agravamento da pandemia e esgotamento do sistema de saúde. Decreto estadual recomenda a determinação até o dia 18 de março.

Como os municípios votaram

Contra
Iguatu
Nova Olinda
Jardim
Várzea Alegre
Missão Velha
Santana do Cariri
Icó
Juazeiro do Norte
Aurora
Jati
Campo Sales
Lavras da Mangabeira
Cedro
Tarrafas
Granjeiro
Caririaçu
Farias Brito

A favor
Brejo Santo
Crato
Milagres
Barbalha
Pena Forte
Mombaça
Assaré
Barro
Mauriti
Altaneira
Covid-19 no Cariri

A situação da Covid-19 na macrorregião do Cariri é grave e pode ser vista na ocupação dos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do território. Conforme dados do IntegraSUS, atualizados às 18h04 desta terça-feira (9), 93.4% das UTIs para adultos na região estão ocupadas.

No quadro geral, a taxa de UTIs ocupadas está em 85,59%. A ocupação de enfermarias é 55,6%. Três unidades de saúde estão com unidades intensivas 100% ocupadas.
Segunda onda no Ceará

O cenário de internações no Ceará também está em agravamento. O Estado está com ocupação de UTI adulto em 93.82% e taxa geral de 90,18%, com enfermarias em 77%.

Fonte: Diário do Nordeste

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Botões de Compartilhamento