quinta-feira, 18 de março de 2021

CGD abre investigação e afasta PM acusado de participar de Chacina de Quiterianópolis

 

A Controladoria Geral de Disciplina dos Órgãos de Segurança Pública e Sistema Penitenciário (CGD) afastou das funções o sargento Cícero Araújo Veras e o incluiu no Conselho de Disciplina que já havia sido instaurado para investigar a participação de outros três policiais militares na Chacina de Quiterianópolis, ocorrida em outubro de 2020. A portaria foi publicada no Diário Oficial do Estado (DOE) da última quarta-feira (17).

O sargento Cícero, o tenente Charles Jones Lemos Júnior, o cabo Francisco Fabrício Paiva e o soldado Dian Carlos Pontes Carvalho foram denunciados pelo Ministério Público do Ceará (MPCE) por cinco homicídios e uma tentativa de homicídio, no dia 11 de fevereiro deste ano. A Vara Única Criminal de Tauá - que responde por Quiterianópolis - aceitou a denúncia no dia seguinte e os militares se tornaram réus. Os quatro PMs, que estão presos, negam ter cometido os crimes.

A CGD já havia aberto investigação disciplinar e afastado das funções os policiais Charles, Fabrício e Dian. Ao incluir Cícero na investigação, o Órgão detalhou que ele estava de folga e, mesmo assim, se juntou aos outros três militares em uma viatura policial descaracterizada, para ajudar a procurar por um homem. Essa busca teria terminado com os assassinatos, conforme a denúncia.

Fonte: Diário do Nordeste

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Botões de Compartilhamento