sábado, 27 de fevereiro de 2021

Cadastro para auxílio a profissionais da cultura e de eventos do Ceará começa na segunda-feira

 

Profissionais do setor de eventos podem se cadastrar a partir de segunda-feira (1º) para receber o auxílio financeiro de R$ 1 mil. A medida pretende amenizar as perdas econômicas para o setor ante a pandemia de Covid-19. O cadastro é feito por meio do site da Secretaria da Cultura do estado. As inscrições vão até 10 de março e o pagamento da primeira parcela ocorre a partir de 11 de abril.

O benefício será pago em duas parcelas de R$ 500 e vai alcançar cerca de 10 mil profissionais como humoristas, músicos e técnicos de imagem e de som. O total de recursos chega a R$ a 10 milhões.

“Sabemos que o setor de eventos é extremamente importante. Ele movimenta R$ 900 bilhões no Brasil, que corresponde cerca de 14% do PIB. Especialmente no Ceará tem sido um setor bem ‘machucado’ por estar meses parado. Estamos conversando há muito tempo com o setor e propondo alternativas", afirmou o secretário da Cultura do Ceará, Fabiano Piúba.

Confira o calendário de pagamento do benefício

1º a 10 de março: Inscrições aos interessados em receber o benefício
11 de março a 5 de abril: Validação do benefício
7 de abril: Resultado dos nomes aprovados para receber o benefício
11 de abril a 30 de abril: Pagamento da 1ª parcela
3 de maio a 15 de maio: Pagamento da 2ª parcela

Confira as medidas de apoio para o setor de eventos:

Auxílio financeiro do Governo do Ceará para os profissionais do Setor de Eventos no valor de R$ 1.000, divididos em duas parcelas de R$ 500, mediante cadastro e critérios da Secretaria da Cultura (Secult).
Lançamento de um edital no valor de R$ 4 milhões para eventos corporativos virtuais, voltadas para a produção de feiras, seminários, congressos, simpósios, exposições e congêneres.
Isenção do IPVA 2021 para veículos registrados em nome de empresas de eventos, e para até um carro que esteja no nome de profissionais autônomos ou microempreendedores individuais (MEI) formalizados, que atuem comprovadamente no ramo de eventos.
Parcelamento das dívidas de ICMS com o Estado do Ceará em até 60 meses (5 anos), com o objetivo de regularizar a situação fiscal de empresas do setor de eventos.
Quando liberados os eventos presenciais, os equipamentos públicos do Estado isentarão o pagamento de qualquer taxa ou aluguel por seis meses para os eventos ali sediados.

Fonte: G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Botões de Compartilhamento