quinta-feira, 3 de dezembro de 2020

PC vai investigar morte de mulher de Arneiroz, considerada como "morte suspeita"

 

A delegacia Regional de Tauá, através do delegado plantonista, Adriano Queiroz, começa a investigar a morte da senhora Maria de Fátima de Oliveira, 55 anos, filha de Francisca das Chagas e Antonio Odilio de Oliveira. Ela faleceu na madrugada desta quinta-feira, 03, no KM 260, da BR-020, à altura do município de Madalena, quando estava sendo transferida por uma equipe do Samu, para Fortaleza. 

Ela deu entrada no hospital de Arneiroz, vítima de uma queda da própria altura e em virtude da gravidade foi providenciada a transferência, mas não resistiu. O corpo foi encaminhado para o IML de Canindé, onde o médico legista classificou a causa da morte como suspeita e recomenda uma investigação da Policia Civil. 

Segundo o médico, as diversas lesões encontradas no corpo de Maria de Fátima não são compatíveis com uma queda da própria altura. O delegado vai até o local do acidente e vai também ouvir algumas pessoas para iniciar o trabalho de investigação. Fátima morava no bairro José Ribeiro Viana, em Arneiroz, com sua filha que é especial, a Paizinha, (surda muda, e que tem problemas psicológicos).  

Repórteres Edy Fernandes e Flaviano Oliveira 


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Botões de Compartilhamento