terça-feira, 1 de dezembro de 2020

Governo do Ceará vai distribuir tablets para estudantes de universidades e escolas da rede pública estadual

 

Alunos das universidades e escolas públicas estaduais receberão tablets do Governo do Ceará para que tenham, assim, melhores condições de acesso ao ensino remoto, implementado por conta da pandemia do novo coronavírus (Covid-19). Para que o material seja adquirido de acordo com a legislação, o governador Camilo Santana encaminhou Projeto de Lei à Assembleia Legislativa. “Os critérios de distribuição estão sendo definidos, mas já adianto que os alunos que ingressarem no 1° ano do ensino médio em 2021 receberão tablet”, disse o governador ao anunciar mais esta iniciativa nesta terça-feira (1º).

De acordo com Camilo Santana, a pandemia mostrou a importância da conectividade e o quanto são necessárias as redes virtuais e a comunicação através da internet. “Nosso objetivo é oferecer melhores condições de acesso à internet aos nossos estudantes. Já havia anunciado a destinação de chips com internet móvel para cerca de 347 mil alunos”, apontou o chefe do Executivo estadual. “Essas ações significam mais oportunidades para garantirmos educação de qualidade aos nossos jovens, principalmente neste momento de pandemia”.

Na mensagem que trata da distribuição dos tablets o Governo justifica a importância de assegurar o direito constitucional à educação e ressalta a necessidade de amenizar o impacto social e pedagógico no ensino público superior e na rede pública de ensino, ambos estaduais, decorrente da suspensão das atividades de ensino presenciais. Outro motivo que fundamenta a proposta, de acordo com o Executivo estadual, é a possibilidade de implantação de ensino híbrido, por conta da pandemia do novo coronavírus.

No mesmo Projeto de Lei o Governo do Ceará ressalta também que, embora com o retorno das atividades presenciais na rede pública estadual de ensino, o acesso à internet e a utilização de ferramentas pedagógicas e plataformas virtuais disponibilizadas pela Secretaria Estadual da Educação do Ceará continuarão sendo fundamentais para o aprendizado dos alunos. Com relação às instituições estaduais de ensino superior justifica, ainda, a partir da necessidade de adequações, garantindo a todos os alunos condições de acesso ao ensino.
Distribuição de chips

Recentemente o governador Camilo Santana já havia anunciado que alunos da rede estadual de ensino público – Fundamental, Médio e Superior – serão contemplados com chips de dados de internet móvel. O benefício, de acordo com o Governo do Ceará, atinge aproximadamente 347 mil estudantes mensalmente com um pacote de 20GB. O investimento do Tesouro Estadual será de R$ 29.415.157,20 nos primeiros seis meses.

Ensino Médio Integral

O anúncio da aquisição e distribuição de tablets para os estudantes cearenses da rede pública estadual de ensino médio e superior foi feito pelo governador Camilo Santana durante participação no seminário ‘Ensino Médio Integral 2020’. O evento, promovido pelo Instituto Natura, em parceria com o Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed) e com apoio do Instituto Sonho Grande e Instituto de Corresponsabilidade pela Educação (ICE), discutiu o futuro da educação púbica brasileira e sua melhoria por meio da ampliação do tempo estendido nas escolas.

Camilo Santana apresentou a experiência exitosa do estado. Hoje no Ceará são 277 Escolas em Tempo Integral, sendo 155 Escolas de Ensino Médio em Tempo Integral (EEMTIs) e 122 Escolas Estaduais de Educação Profissional (EEEPs), representando 38% da rede estadual de ensino e atendendo 96 mil estudantes. O Ceará tem 21 escolas classificadas entre as 100 melhores do país, sendo 20 delas escolas de ensino profissionalizante.

O seminário está sendo realizado de forma virtual até o dia 3 de dezembro. Gratuita e aberta ao público, a ação é transmitida pelo canal do Instituto Natura no YouTube (www.youtube.com/user/naturainstitutonat).

Fonte: Governo do Estado

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Botões de Compartilhamento