segunda-feira, 17 de agosto de 2020

Policia Civil prende acusado de tentativas de femicídio e de homicídio em Tauá

 

A Policia Civil de Tauá, sob o comando do delegado Regional, Gisleian Lima, com a participação dos Inspetores William e Ricardo, realizou na tarde desta segunda-feira, 17, o cumprimento de mandado de prisão preventiva em desfavor de Wanderson Pereira Vieira, 19 anos. Ele é acusado de tentativa de femicídio contra a ex-companheira, Maria suerleide de Sousa (de 30 anos), Tentativa de Homicídio contra o próprio filho de apenas 4 anos de idade e também pelo crime de furto. O mandado de prisão foi expedido pelo Juiz plantonista, em atendimento à Representação da Polícia Civil.

 Os crimes aconteceram por volta das 21h30 do último sábado, dia 15, quando Wanderson invadiu a casa da ex-companheira e desferiu contra ela vários golpes de faca, dois deles no pescoço, bem como tentou matar o próprio filho desferindo-lhe duas pauladas na cabeça, tendo ainda furtado o aparelho celular LG de Maria Suerleide. 

A Polícia Militar compareceu ao local do crime e socorreu a mulher ao hospital de Tauá, bem como apreendeu a faca usada no delito. Em seguida, a criança foi socorrida por membros da Polícia Civil e do Conselho Tutelar de Tauá. Após atendimento no Hospital Dr. Alberto Feitosa, a criança foi transferida para Fortaleza com estado de saúde grave. A mãe ficou internada em Tauá. 

Durante todo o final de semana foram feitas diligências objetivando prender o autor do crime hediondo, mas sem sucesso. Nesta segunda-feira, 17, por volta das 15h45, o homicida foi preso por policiais civis enquanto se dirigia à casa da atual namorada, no bairro Meireles, em Tauá. 

O celular que foi subtraído da vítima estava com Wanderson, tendo ele confessado espontaneamente o duplo atentado contra a vida e o furto do celular da ex-companheira. Como motivação para os crimes, Wanderson informou que seria por conta de interferências da ex-companheira em seu atual relacionamento, bem como por acreditar que a criança não era filho dele. Wanderson confessou que não tinha feito uso de bebida alcoólica nem de qualquer substância tóxica. Ele agora fica à disposição da Justiça.

Repórter Edy Fernandes com informações da Policia Civil


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Botões de Compartilhamento