sexta-feira, 24 de julho de 2020

Tauá e Municípios da região passam para a fase 2 do plano de retomada da economia


O Governador Camilo Santana e o prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio, participaram de mais uma live, no final da tarde desta sexta-feira, 24, trazendo as informações sobre o Decreto Estadual de Isolamento Social que passa a vigorar a partir da próxima 2ª feira (27). A primeira informação é que as escolas e universidades, públicas e privadas, continuam ainda sem aulas presenciais, enquanto se busca uma decisão mais segura. Segundo o governador, ao longo da semana que vem estará ampliando as discussões com representantes das escolas, dos professores, coordenadores, pais e alunos.

Sobre eventos que geram aglomerações continuam sem previsão de retorno, sendo feita avaliação permanente da situação epidemiológica.

Sobre as fases das regiões, seguem as decisões tomadas:
.Fortaleza segue na Fase 4, passando a ser autorizado o funcionamento de academias de ginástica, com 30% da capacidade e seguindo todos os protocolos sanitários, a partir dos dia 27/7. Barracas de praia seguirão o mesmo horário dos restaurantes, podendo ir até 23h. Cinemas e bares ainda não têm permissão de funcionamento.
.Municípios da Macrorregião de Fortaleza seguem para a segunda semana da Fase 3;
.Macrorregiões do Sertão Central e Litoral Leste/Jaguaribe seguem para a primeira semana da Fase 2;
.Macrorregião Norte segue para a segunda semana da Fase 1;
.Macrorregião do Cariri permanece na Fase de Transição da Economia, por conta dos indicadores ainda em alerta;
O governador disse que entende a reivindicação dos setores que ainda não retornaram às atividades no Ceará, mas reforça que todas as decisões são tomadas com muito critério e responsabilidade, seguindo estudos e orientações das equipes de saúde.

Tauá e os demais municípios da região dos Inhamuns, fazem parte da macrorregião do Sertão Central, passando assim para a primeira semana da fase 2.

FASE 02 – 13 CADEIAS
CADEIAS DE MENOR RISCO, SEM LIMITAÇÕES. COMÉRCIO EM SHOPPINGS E SERVIÇOS.
Cadeias já liberadas nas fases anteriores, agora com funcionamento pleno. De forma parcial: Comunicação, Publicidade e Editoração; indústrias e
serviços de apoio; tecnologia da informação; assistência social; comércio de produtos não essenciais; alimentação fora do lar; atividades religiosas; Esporte, cultura e lazer.

Repórter Edy Fernandes 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Botões de Compartilhamento