terça-feira, 10 de setembro de 2019

Réu não comparece a julgamento,mas é condenado pelo júri popular


Foi realizado nesta terça-feira,10,o primeiro julgamento da pauta do Júri elaborada para ser cumprida no restante do ano de 2019.Foi submetido ao júri popular,no fórum Fábio Augusto,o réu Antonio Francisco Valério de Sousa,acusado de assassinar à faca,José Naldo de Sousa do Nascimento,fato ocorrido no dia 09 de agosto de 1997,na localidade de Lagoa do Eufrasino,Tauá.Segundo os autos,os dois homens participavam de uma bebedeira na referida localidade e começaram a discutir por motivos banais.Após os ânimos acalmarem,acusado e vítima se dirigiram para suas residências,mas José Naldo foi alcançado por Antonio antes de chegar em casa e foi atingido por uma facada nas costas,vindo a óbito no local.

Na época do crime o acusado ainda chegou a ser preso,mas logo ganhou a liberdade.Ele não foi localizado para ser intimado e não compareceu ao julgamento.Após o embate entre a defesa e acusação,o réu foi condenado a 12 anos de prisão em regime fechado.O defensor público,dr.Antonio fez a defesa do réu,enquanto drª Karina trabalhou na acusação.Na presidência do júri,dr.Tadeu.

O próximo julgamento será na quinta-feira,12,tendo como réu Leandro Soares dos Santos.Ele é acusado de tentativa de homicídio contra Luis Henrique Nogueira,fato ocorrido em 2015 no bairro Colibris.

Repórteres Edy Fernandes e Flaviano Oliveira

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Botões de Compartilhamento