quinta-feira, 30 de janeiro de 2020

Prefeito confirma aumento de 12,84% para os professores de Tauá


A Prefeitura de Tauá anuncia o reajuste salarial de 12,84%, concedido aos professores efetivos da rede municipal de ensino. O anúncio foi realizado na manhã desta quinta-feira, 30 de janeiro de 2020 pelo prefeito Fred Rêgo, em uma reunião realizada no Auditório do CDL.

O Projeto de Lei será encaminhando para a Câmara de Vereadores já na próxima semana, o pedido do prefeito é que a votação seja em caráter de urgência, visando pagar no mês de fevereiro o salário com reajuste, mais a diferença referente ao retroativo do mês de janeiro.

Para o chefe do Executivo, o reajuste é resultado de um trabalho austero e de muito respeito perante o corpo docente do município e que resulta em mais qualidade para a educação de crianças, adolescentes e jovens tauaenses. 

Na reunião realizada no Auditório da CDL, com a imprensa local, representantes da Secretaria de Educação e representantes da classe dos professores, o prefeito explicou, mostrando através de números, todo o planejamento que será realizado para o ano de 2020, "estamos sempre abertos ao diálogo e negociação com a classe. Desde de o início do meu mandato venho atendendo, todas as reivindicações da classe que não ferissem a legalidade e não afetassem a saúde financeira do município foram prontamente atendidas. 

A secretária municipal de Educação, Sileda Holanda, ressaltou que pagamento do novo piso salarial neste ano de 2020, exigirá da gestão uma força tarefa, pois com as dificuldades financeiras que atravessa todos os municípios, que na sua grande maioria tiveram perda de recursos consideráveis advindos dos governos estaduais e federal nos últimos anos, Tauá não é exceção, mas vê que é preciso melhorar a educação de Tauá e elevar os índices de aprendizagem dos alunos e considera que é o professor o que mais contribui para a melhoria da aprendizagem e o sucesso dos alunos e confia que juntos esse propósito será alcançado. 

O reajuste para os profissionais do magistério acontece anualmente a partir do mês de janeiro e segue as regras da Lei do Piso, de 2008, que define o mínimo a ser pago aos professores da rede pública em início de carreira, com formação de nível médio e jornada semanal de 40 horas. O aumento é definido de acordo com o valor anual mínimo por aluno no Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb).

Com foto e informações do NIC

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Botões de Compartilhamento