domingo, 13 de outubro de 2019

Tauá oficializa pedido de adesão ao Programa Escola Cívico-Militar




O Ministério da Educação - MEC - confirmou, nesta sexta-feira, 11 de outubro, o recebimento do Termo de Adesão ao Programa Nacional da Escola Cívico-Militar (PECIM) enviado pela Prefeitura de Tauá por meio da Gabinete do Prefeito. Com o Programa, o município tem o objetivo de promover a melhoria do ensino na educação básica, reduzir a violência, evasão e a repetência escolar, além de aumentar o vínculo dos alunos com os colegas e familiares.

O PROGRAMA FEDERAL tem o objetivo de criar escolas cívico-militares em todo o Brasil, que são instituições não militarizadas, e conta com a participação de militares da reserva no papel de tutores. A meta é implementar 216 escolas em todas as unidades da federação até 2023, sendo 54 por ano. A adesão dos estados e municípios ao programa é voluntária e, de acordo com o MEC, os gestores deverão realizar uma consulta pública.

O Município já tinha formalizado interesse por Ofício de Nº 0313/2019-GABP, de 10 de outubro de 2019, assinado pelo prefeito Fred Rêgo e enviado para o Ministério da Educação. No pedido, o prefeito, afirma o interesse em aderir ao programa para fortalecer também outros valores aos alunos do município. "...Considerando o exposto e diante da certeza do pronto atendimento, enfatizamos a grande relevância para a educação municipal da implementação de uma Escola Cívico-Militar, contribuindo para o processo de ensino e aprendizagem, e concomitantemente com o êxito nos resultados", disse o prefeito.

RESPOSTA DO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO
Prezado Sr. Carlos Frederico Cito Cesar Rêgo (Fred Rêgo)
Prefeito do Município de Tauá

Cumprimentando-o cordialmente, agradecemos a manifestação de interesse em participar do Programa Nacional das Escolas Cívico-Militares – Pecim. Como já dito, o Ministério da Educação, em parceria com o Ministério da Defesa, apresenta este Programa para fomentar um novo modelo educacional de qualidade que possibilite elevar o nível de aprendizado, proporcionando melhores oportunidades aos jovens.

Como próximo passo, será feito o levantamento para verificar a viabilidade de pessoal militar, com perfil desejado, nas localidades que manifestaram interesse. Dessa forma, tão logo sejam selecionados os Municípios que participarão do Pecim no ano de 2020, este ministério entrará em contato para orientações quanto às demais providências necessárias.

Desde já, agradecemos a atenção e permanecemos à disposição.

ESCOLHAS DAS ESCOLAS
Para participar da seleção, os colégios públicos devem ter de 500 a mil alunos do 6º ao 9º ano do ensino fundamental ou do ensino médio. Terão preferência as escolas com estudantes em situação de vulnerabilidade social e com Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), indicador que mede a qualidade das escolas, abaixo da média dos estados.

Além disso, a comunidade escolar precisa aprovar o modelo. serão realizadas audiências públicas pelas unidades escolares, onde haverá participação de pais, alunos, professores e comunidade.

Ofício enviado pelo Município:


Com informações do NIC

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Botões de Compartilhamento