segunda-feira, 26 de agosto de 2019

Acusados de assalto detidos e produtos roubados foram recuperados


Em uma ação desencadeada no final da tarde desse domingo,25,foram localizados os dois acusados do assalto contra a senhora Zuleide Coutinho,esposa do empresário Mauro,proprietário do Mercantil Santo Amaro,em Tauá.Por volta das 17h30,a equipe Romu da Guarda Civil Municipal recebeu a informação que o menor envolvido no assalto estava escondido no bairro Colibris.As equipes do CPRaio,Romu,POG e Pró-Cidadania entraram em ação,fizeram um cerco e o acusado,o menor F.E.S.A,foi localizado dentro de uma caixa d'água,após fugir pelo telhado de várias residências.O menor foi conduzido para a delegacia de policia onde confessou ter participado de vários assaltos na cidade.Em desfavor do mesmo foi feito um boletim de ocorrência.

Na sequencia da ação,a equipe do Raio recebeu informação repassada pelo Cabo Teixeira,que mesmo de folga colheu informações sobre o paradeiro do segundo acusado de participar do assalto.Ele foi preso na residência de uma tia,sendo identificado como Francisco David Gonçalves Cavalcante,19 anos.Ele confessou a participação no assalto.Com ele foi apreendida a motocicleta Titan,cor prata,placa:HXU-8021,que foi utilizada no assalto.Em desfavor do mesmo foi feito um boletim de ocorrência.O delegado plantonista avaliou que os acusados não estavam mais em situação de flagrante.O pai de um dos acusados,identificado como Sion,já tinha feito a devolução de todos os pertences roubados da senhora.

Ainda na sequencia da ação houve uma reação de uma irmã do David,identificada como Danuzia Pereira Gonçalves,21 anos.Ela proferiu palavrões e ainda chegou a agredir fisicamente os policiais do Raio.Foi feito em desfavor da mesma,um TCO,por desacato e resistência.

Repórter Edy Fernandes

3 comentários:

  1. Há senhor delegado precisa de um flagrante maior do que a confição dos meliantes ? Faça mim um favor

    ResponderExcluir
  2. Infelizmente na nossas leis ultrapassadas. Mesmo o indivíduo confessando o delito ou o crime em si não poderá o mesmo ser preso sem todo um conjunto de provas elaboradas. Brasilvergonha

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com certeza, até porque é facil fazer qualquer um confessar qualquer coisa. O ato de confessar por si só não vale de nada, qualquer um depois de uma sessão de tortura confessa até que atirou no Papa. O trabalho dos policiais é reunir provas pra efetuar uma prisão, se for pra prender sem provas fica fácil, é só pegar o primeiro que encontrar pela frente.

      Excluir

Botões de Compartilhamento