quinta-feira, 15 de agosto de 2019

Acidente,Lei Maria da Penha e roubo em residência no plantão policial


Acidente na zona rural de Tauá.
Foi registrado no inicio da noite desta quarta-feira,14, na comunidade de Caiçara, zona rural de Tauá, um acidente de moto envolvendo duas pessoas da vila de Poço da Onça - distrito de Carrapateiras.
Moradores da região acionaram o SAMU que correu as vitima ao Hospital Regional Dr. Alberto Feitosa Lima. As circunstancias do acidente não foram informadas e uma das vitimas que não teve o nome divulgado já recebeu alta e Antonio Anailson de Sousa continua em observação.

Residência roubada em Tauá.
Por volta das 15h viatura do Pro cidadania foi acionada via CIOSEM para Rua Lulu Lima nº 518, no bairro Tauazinho, pois segundo informações um indivíduo adentrou a casa da senhora Neuza Falcão, 94 anos e furtou um computador 4g. 500hd core13.O indivíduo ainda chegou a ser perseguido pelos netos da aposentada, mas não conseguiram pega-lo. Os agentes municipais fizeram várias rondas nas mediações, sem sucesso na captura do acusado. A dona da casa foi orientada a registrar um BO (Boletim de Ocorrência) na 14ª Delegacia Regional de Tauá.

Caso na Lei Maria da Penha
Por volta das 17h40 o Pro cidadania foi acionado via Ciosem para o Conjunto Habitacional Domingos Gomes, quadra 14, casa7, pois uma mulher identificada por Queliane Fernandes da Silva, 23 anos, informava que seu ex-esposo, Daniel Alves de Sousa, residente na Rua Antonio Cariri, teria lhe espancado por não aceitar o fim do relacionamento e que o mesmo estaria ameaçando-lhe, de que se encontrasse a mesma na rua iria esfaqueá-la.A vítima foi conduzida até a 14ª Delegacia Regional de Tauá para os procedimentos cabíveis. Ela fez a representação na Lei Maria da Penha.

Medida Protetiva
Na madrugada de hoje(15), o Grupamento ROMU da Guarda Municipal registrou um caso em que uma mulher estava sendo xingada e ameaçada por seu companheiro e com isso foi dado voz de prisão ao acusado que passou a reagir contra a equipe plantonista, sendo imobilizado e conduzido até a 14ªDP, onde a vítima desistiu de representar pela ameaça, solicitando apenas uma medida protetiva contra o mesmo.

Na Delegacia foi feito um procedimento por resistência e ameaça contra guarnição municipal.

Por Flaviano Oliveira - repórter.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Botões de Compartilhamento