segunda-feira, 12 de junho de 2017

Vereador apresenta irregularidade de produto distribuido na merenda escolar


O vereador Felipe Viana,ocupou a tribuna da Câmara Municipal de Tauá,na sessão dessa segunda-feira,12,quando tratou sobre a situação da merenda escolar.O vereador informou que visitou algumas escolas municipais,na companhia do vereador Luis Tomaz,acompanhando o recebimento de parte da merenda por essas escolas.O vereador denunciou que não está sendo cumprido o contrato pela empresa JS Alexandre Junior ME,que ganhou a licitação para o fornecimento de pão para as escolas.A irregularidade foi constatada no peso do pacote de pão.Cada pacote deveria ter o peso de 500 gramas,com 10 unidades pesando 50  gramas cada.Através de fotografias e filmagens,o vereador apresentou a comprovação que em distribuição feita nessa segunda-feira,nas escolas,os pacotes vem com a marcação de 300 gramas.Não consta também a identificação do produto,com nome e endereço do fabricante,como deveria constar,de acordo com o contrato.Os vereadores levaram uma balança para as escolas e comprovaram a irregularidade,onde 2 pacotes chegavam a pesar 720 gramas,quando deveria ser 01 kg.O vereador também alertou para a questão do preço.De acordo com pesquisa feita no mercado,em Tauá,um pacote com as mesmas especificações,custa em média 3,00,enquanto no contrato com a empresa o preço é de 3,44.A empresa responsável pela distribuição,é do Municipio de Quixelô e ganhou a licitação para fornecer cerca de 850 mil reais para a merenda escolar de Tauá.O vereador Felipe informou que as provas serão encaminhadas para as autoridades competentes.Em aparte o lider do executivo,vereador Chico Neto,disse que o prefeito não tem conhecimento da irregularidade e garante que o gestor vai tomar as providências,agradecendo pelo vereador Felipe ter feito um grande favor a administração.O vereador Alaor Mota,também em aparte,garantiu que a secretária de educação,que é sua irmã,não tem conhecimento do fato e que as providências serão tomadas.O vereador Felipe solicitou um transporte do legislativo,para que uma comissão de parlamentares vá até Quixelô conferir de perto a estrutura dessa empresa,que de acordo com o o seu CNPJ tem uma grande variedade de serviços.Segundo o vereador Luis Tomaz,a mesma empresa também ganhou a licitação para vender carne muida congelada,ao preço de 23,60,o que segundo o vereador estaria muito além do preço comercializado em Tauá.O peito de frango é vendido a 12,88 e a carne de carneiro é fornecida por 22,67.

O vereador Felipe abordou ainda no seu pronunciamento a questão relacionada as demissões que aconteceram na Policlinica de Tauá.Segundo ele,foram cerca de 10 demissões e essas pessoas teriam que cumprir o aviso prévio trabalhando,mas estão sendo impedidas de trabalhar.Segundo o vereador,essas pessoas estão sofrendo um assédio moral.Segundo o vereador,boletins de ocorrências foram registrados e serão encaminhados para o ministério do trabalho.

CONFIRA A SESSÃO





video