quinta-feira, 26 de maio de 2016

Mais um envolvido na morte de soldado do Raio é executado


Mais um que esteve no Bar da Miúda no bairro Aparecida em Campos Sales por ocasião da troca de tiros entre policiais militares e acusados do tráfico de drogas, tombou morto na região do Cariri se constituindo no quarto incluindo o Soldado Lemos do RAIO de apenas 25 anos. Por volta das 19h30min desta quarta-feira José Lopes da Silva, de 50 anos, que residia na Rua Vicente Alexandrino (Bairro Alto Alegre) em Campos Sales, estava sendo transferido de um dos hospitais de Crato para o hospital de sua cidade.

Na CE-292, imediações da localidade denominada Mané Coco ainda no município de Crato, a ambulância foi interceptada por quatro homens encapuzados que viajavam numa Hilux os quais mandaram o motorista do veículo oficial se afastar. O paciente foi retirado da ambulância e executado a tiros no rosto às margens da rodovia estadual. Depois fugiram em alta velocidade, enquanto o motorista retornava ao local e ligava para a polícia a fim de comunicar o fato.

No dia 8 de maio Zé Lopes saiu ferido no tiroteio entre policiais e traficantes no Bar da Miúda em Campos Sales. O Soldado Lemos, que residia em Juazeiro, tombou morto, enquanto Luan Silva Teixeira, de 26, que morava em Arcoverde (PE), foi executado dentro de uma ambulância do SAMU quando era socorrido para o Hospital Regional do Cariri. Já Antonio Lourenço Sousa da Silva, de 26 anos, o “Antonio de Bastiana”, morador do bairro Barragem em Campos Sales, foi morto na porta de sua casa às 19 horas daquele dia. Ele esteve no bar que pegou fogo na madrugada do dia 16 de maio.

Este foi o terceiro homicídio do mês de maio em Crato e o 25º do ano no município. O último aconteceu na noite do dia 20 de maio na Travessa Rui Barbosa (Bairro Alto da Penha) tendo como vítima Caio Muniz do Nascimento, de 18 anos, o “Menor Caio”, morto com seis tiros. Ele era de Iguatu e tinha fugido do Centro Educacional São Miguel em Fortaleza  no dia 18 de maio junto com outros 10 internos. Caio estava morando na casa de uma cunhada no bairro Vila Lobo em Crato.

Fonte:Site Miséria