quarta-feira, 28 de outubro de 2015

CEARÁ É O 3ºEM DENÚNCIAS AO DNIT ATRAVÉS DE APLICATIVO



O Ceará é o terceiro em número de denúncias ao Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) via aplicativo, com 246 ocorrências somente na BR-116, em 2015. Os estados do Rio Grande do Norte e Minais Gerais registraram, respectivamente, 326 ocorrências na BR-356 252 ocorrências na BR-262. 

A BR-080, em Goiás, é a 4ª com o maior número de ocorrências. Em 5º lugar está a BR-101, em Pernambuco, com 175 ocorrências. "Ao abrir uma ocorrência durante a viagem, o cidadão agiliza o atendimento das equipes de plantão para a solução do problema. O app é um aliado, principalmente durante os períodos de aumento do tráfego, como nos feriados prolongados", afirma diretor-geral do DNIT, Valter Casimiro Silveira.



Foram realizadas mais de oito mil notificações no DNIT Móvel, até meados de outubro, e cerca de 55 mil downloads na versão Android e no sistema operacional IOS. 

Segundo o DNIT, todos os chamados encaminhados para as equipes locais foram solucionados ou estão em fase de resolução. O tempo aproximado de resposta da Ouvidoria do órgão é de três dias úteis, tempo necessário para as comunicações entre a sede do DNIT, em Brasília, e as Superintendências e Unidades Locais, postos avançados no interior dos estados. 

No meio do caminho, um buraco
Buracos na pista são as ocorrências mais informadas por meio do DNIT Móvel – foram quase 4,3 mil chamados, seguidos dos problemas de sinalização, com quase 770 denúncias.
Ocorrências* 
Acidente - 494
Animais na pista - 742
Buracos - 4381
Capim Alto - 646
Defeito em ponte - 386
Obra paralisada - 331
Queda de barreira- 267
Sinalização - 767
Trecho interditado- 375
TOTAL - 8389
* Até 21/10/15 – Dados: Ouvidoria e CGMI/DNIT 

Serviço
- O download gratuito do programa pode ser feito nas lojas Google Play ou App Store (Apple).

- O aplicativo alerta que o motorista só deve informar a ocorrência quando não estiver conduzindo o veículo.
- É possível anexar fotos e os detalhamentos da ocorrência, como estado, o número da rodovia e o quilômetro aproximado.
- Caso o motorista esteja sem sinal de internet nem de GPS, o aplicativo guarda os dados e os envia posteriormente, quando restabelecida a conexão.
- O programa permite que a ocorrência seja feita de forma anônima, mas caso o usuário queira uma resposta, é necessário um pequeno cadastro prévio.

Redação O POVO Online