domingo, 21 de junho de 2015

EMOÇÕES QUE VOCÊ SENTIA QUANDO ERA CRIANÇA


Se você tem mais de 30 anos vai se identificar com muitas ou todas essas emoções.Emoções que a maioria das crianças de hoje em dia, não tem a menor idéia do que se tratam.

Tomar banho de chuva.
Quando o seu corpo tá quente e as gotas vão caindo aos poucos e estão longe de serem odiosas como quando você está sem um guarda-chuva indo para o trabalho.

E depois pular na piscina
Até alguém gritar que é pra você sair porque vai cair um raio e vai dar ruim.

Andar de carrinho de rolimã.
E conseguir voltar para casa intacto, sem um arranhão.

Ganhar aquela figurinha que você queria batendo bafo.
E desenvolver diversos truques para mandar bem na competição.

Descer um morro fazendo esquibunda no gramado.
Que as vezes ficava melhor depois da chuva ou ainda quando rolava uma lona, água e sabão para ajudar a escorregar.

Brincar de perâ, uva, maçã ou salada mista.
Sério, tinha frio na barriga mais emocionante do que a expectativa de poder bar um beijo na boca da menina/menino que você adorava?

Tomar banho de mangueira.
Ok, hoje em dia com a crise hídrica, seus filhos correm risco de ir parar no conselho tutelar...

Andar/jogar bola descalço na rua.
O pé pegava fogo, você se arranhava todo mas não importava: você era livre e feliz.

Se sujar sem medo e com muito gosto.
Hoje em dia cai uma gotinha de qualquer coisa na camiseta e já é um drama.

Subir em árvore.
Como podia uma coisa tão simples ser tão emocionante. Desbravar o mundo na vertical e competir com pássaros e morcegos pelas mangas e jabuticabas.

Os muito ensaios para não pagar mico na quadrilha do colégio.
E a emoção de descobrir quem ia ser seu par, ou o casal de noivos.

A emoção de ganhar abrir um presente de Natal que queria muito.
Sério, porque a gente não se empolga mais?

Comer a massa crua enquanto sua vó untava a forma do bolo.
E ouvir um: “vai ficar com dor de barriga

Dormir no sofá e acordar na cama.
Não existia sensação mais confortável e assustadora. Os 15 marcantes segundos de “quem eu sou? onde estou?”.

Ou melhor, ACAMPAR NA SALA.
Seja por brincadeira ou um caso de necessidade como uma reforma no quarto

Amar fazer compras no supermercado dentro do carrinho.
Pena que hoje em dia você paga a conta e não tem como ficar muito feliz :( Porém dá pra tentar entrar em um carrinho, não?

Escalar o batente da porta.
Como era bom escalar as coisas, né?

Fonte:Acidez Mental