quarta-feira, 20 de maio de 2015

RÉU CONDENADO EM JULGAMENTO EM TAUÁ

Foto:Flaviano Oliveira
Foi encerrado por volta das 16 horas, mais um júri popular  realizado  este ano (2015)  no Fórum Dr. Fabio Augusto, em Tauá.Foi  a júri popular o réu Francisco do Nascimento da Silva Barros, 61, acusado de prática de homicídio consumado ocorrido em 2004,  contra a vida de Júlio Alves Carlos,  em um bar na região de Barra Nova-Tauá, devido a uma rixa entre vítima e acusado.

Naquela ocasião, a vítima foi morta por varias perfurações a golpe de faca. O autor do homicídio foi preso, e  em 2005 foi a júri popular, sendo condenado a mais de 9 anos de reclusão, mas o Ministério Público recorreu da sentença, que foi anulada pelo Tribunal de Justiça em 2009. Com isso, o réu ficou preso quase 4 anos e foi liberado ficando aguardando novo julgamento em liberdade.

O julgamento  que estava previsto para começar às 9 horas, atrasou e só iniciou por volta das 10 horas.Na abertura, a magistrada desejou boas vindas a todos presentes e em seguida ouviu o réu, e  em seguida,  ocorreram os debates entre acusação e defesa.

Diante do exposto, o Conselho de Sentença julgou e condenou o acusado a 17 anos e três meses de reclusão em regime semiaberto.

A meritíssima Juíza Dra. Giseli presidiu o júri –  a defesa foi representada pelo  advogado Dr. Joab e a Ministério Público  foi representado pelo promotor Dr. Éric.

O próximo julgamento será no dia 24 de junho, quando sentará no banco dos réus, Willame Pereira de Sousa (vulgo Dil), acusado de assassinar a golpes de faca  Marcelo Gomes, fato este ocorrido em 2002, no bairro Aldeota, nesta cidade.Dil se encontra preso na Cadeia Pública de Tauá, acusado pela  morte do comerciante  Carlos Loiola (Carlinhos do Bar dos Sertão), ocorrido dia 17 de fevereiro/ 2015, no bairro Bezerra e Sousa.

Reportagem: Flaviano Oliveira.