quinta-feira, 28 de abril de 2022

Cagece investe em novas tecnologias de hidrômetros que auxiliam no combate às perdas

 

A Companhia de Água e Esgoto do Ceará (Cagece) está investindo em novas tecnologias de hidrômetros com vida útil mais prolongada. Um dos modelos é o medidor ultrassônico, que é capaz de identificar se o imóvel apresenta vazamento e também de informar possíveis fraudes na rede de abastecimento. Os novos equipamentos estão sendo utilizados em novas ligações e nos serviços de substituição preventiva realizados em Fortaleza e cidades do interior, visando a otimização e renovação do parque de hidrômetros da companhia.

Por auxiliar no serviço de combate às fraudes, os novos equipamentos ultrassônicos vem para atender uma das principais exigências do novo Marco Legal do Saneamento, que é a redução de perdas, visando a continuidade da prestação de serviços à população, com qualidade, segurança e confiabilidade.

A utilização de hidrômetros mais modernos pela Cagece teve início em 2021, com a instalação de 350 mil novos medidores. Além do modelo ultrassônico, dentre os equipamentos adquiridos no último ano, a companhia investiu também na aquisição de medidores volumétricos e velocimétricos classe C. Em média, a Cagece investe anualmente R$ 65 milhões para a compra de novos hidrômetros, com foco na melhoria contínua da prestação de serviços no Ceará.

Quando comparados aos medidores convencionais, os hidrômetros volumétricos e ultrassônicos são ainda mais eficientes e com garantia prolongada por tempo de uso. “A grande vantagem do aparelho é decorrente de seu desempenho metrológico, que confere segurança e confiabilidade para as medições realizadas”, ressalta o coordenador de Micromedição da Cagece, Eloi Bento.

O hidrômetro de vazão ultrassônico, por exemplo, possui um display de fácil visualização e funciona baseado na velocidade da propagação de ondas sonoras. Ele é um equipamento robusto, composto por dois sensores que emitem e recebem o sinal ultrassônico simultaneamente. Com isso, oferece exata medição da vazão, tendo uma vida útil maior, em virtude da sua bateria que dura 16 anos.

Fonte: Governo do Ceará 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Botões de Compartilhamento