terça-feira, 15 de março de 2022

Anvisa divulga comunicado com orientações aos consumidores do losartana

 

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) publicou um comunicado, nesta segunda-feria (14), sobre o recolhimentos de produtos contendo losartana. A agência deu recomendações aos consumidores do medicamento.

De acordo com a Anvisa, os pacientes não devem interromper o tratamento, a menos que tenham sido aconselhados a parar pelo próprio médico.

A agência reiterou que os medicamentos contendo “sartanas” são seguros e eficazes no controle do tratamento de hipertensão e insuficiência cardíaca, reduzindo o risco de derrame e infarto.

Apesar das novas informações sobre a presença dessa impureza na classe de medicamentos, a Anvisa recomenda que os pacientes que tiverem alguma dúvida sobre o tratamento conversem com seu médico ou farmacêutico.

A Anvisa informou também que notificou os demais detentores de registro desses medicamentos para avaliarem a potencial existência dessa impureza em seus produtos e aguarda o envio da documentação complementar.

Quais os riscos da losartana?

O Diário do Nordeste conversou com especialista para esclarecer as dúvidas sobre o remédio, os perigos da interrupção abrupta do tratamento e informou quais drogas podem ser substituídas à losartana.

Investigação sobre a impureza

Na última semana, a farmacêutica Sanofi Medley, anunciou o recolhimento voluntário e preventivo de todos os lotes de Losartana, um dos remédios mais usados para o tratamento de pressão alta (hipertensão arterial). A empresa divulgou também os lotes do remédio que podem conter substâncias associadas ao câncer.

Recolhimento do remédio

O recolhimento não apresenta nenhum custo para o paciente. Quem tiver um destes medicamentos deve ligar para o SAC da Medley 0800-703-0014 (segunda a sexta-feira, das 08h às 18h) para agendar a coleta da medicação.

Fonte: Diário do Nordeste

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Botões de Compartilhamento