segunda-feira, 28 de fevereiro de 2022

Jogador de Futsal que já atuou em Tauá pede ajuda para sair da Ucrânia

 

Há cinco dias o ala Ewerton estava disputando mais um jogo e marcando gol na principal liga de futsal da Ucrânia. Agora, espera ansioso pela oportunidade de deixar o país. Ele está na cidade de Kherson, no sul, que já registrou explosões com o avanço de tropas através da Crimeia, área anexada pela Rússia.

Ewerton Florêncio, de 32 anos, é natural de Caruaru-PE e joga pelo Prodexim Kherson. Ele mora na Ucrânia há quase dois meses. O jogador disse que está a cerca de 10 quilômetros das explosões, mas o barulho dos ataques é frequente.

- Está uma tensão muito grande na cidade, os militares russos querem passar pela ponte que divide a Crimeia da Ucrânia. Estamos seguros aqui no nosso apartamento, estamos tomando cuidado, tem alimentos. Queremos que os nossos governantes se movam para tirar o mais rápido a gente daqui. É uma situação que nós brasileiros nunca passamos e não desejamos isso para ninguém. É uma tensão muito grande estar perto de conflitos, é muito triste - disse o jogador.

Ewerton está no apartamento com mais dois jogadores brasileiros, Daniel e Cláudio. Segundo o atleta, o trio entrou em contato com o Itamaraty e o Ministério das Relações Exteriores informou que não poderia agir no momento e precisaria esperar que as coisas acalmassem.

A família de Ewerton está em Caruaru. O jogador compartilhou que já sentiu a falta de alguns produtos na cidade, como carne e ovos, mas conseguiu manter um bom estoque no apartamento. Antes da Ucrânia, o pernambucano estava no Cazaquistão, onde atuou por quase cinco temporadas.

Ewerton Já atuou em Tauá na Copa Tauaense de Futsal, jogando pelo Marrecas e também pelo time dos Amigos e sempre demonstrou muito talento. 

Fonte: Globo Esporte 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Botões de Compartilhamento