terça-feira, 9 de novembro de 2021

Um réu foi condenado e dois réus absolvidos em sessão do Tribunal do Júri de Tauá

 

Foi realizada nesta terça-feira (09), mais uma sessão do Tribunal do Júri Popular, da comarca de Tauá, no Fórum Dr. Fábio Augusto. Três réus foram submetidos a julgamento. O primeiro denunciado foi o réu Maciel Bezerra da Silva, 29 anos, seguido dos réus Antônio de Oliveira Lima Neto, conhecido como Miguel e Michel dos Santos Lima. De acordo com o inquérito, no dia 07 de janeiro de 2016, Maciel a mando dos outros dois denunciados, ceifou a vida de Gerson Arlindo Gonçalves, com 03 tiros. A vítima era cadeirante e foi morto em sua residência, no bairro Alto Brilhante. Maciel confessou o crime e indicou os mandantes, mas eles negaram qualquer participação. 

O Júri foi presidido pelo Juiz Dr. Tadeu Trindade, com atuação na acusação da representante do Ministério Público, Drª Karina Mota e na defesa do réu Maciel Bezerra o defensor público Eduardo Carvalho Veras e nas defesas dos réus Michel e Miguel o advogado Carlos Augusto Lima, Dr. Guto Lima.

A tese defendida pelas defesas dos réus foi a de Negativa de Autoria , enquanto a tese da acusação foi de homicídio qualificado. Após um grande debate entre defesa e acusação, o Júri popular apresentou o seguinte resultado: O réu Maciel Bezerra foi condenado a 28 anos e 07 meses de prisão em regime fechado inicialmente e Michel e Miguel foram absolvidos. Os três encontram-se já presos pelas acusações de outros crimes. 

O Tribunal do Júri se reúne novamente nessa quinta-feira (11), a partir das 08h30 da manhã. Será a vez do julgamento do réu Antônio Marques Pedrosa de Sousa. A vítima foi Maria da Paz Pedrosa Rodrigues. 

Repórteres Edy Fernandes e Flaviano Oliveira 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Botões de Compartilhamento