segunda-feira, 10 de agosto de 2020

Quiterianópolis: imagem sacra com mais de 200 anos é restaurada e apresentada aos fiéis


Uma obra bastante rara, estilo barroco, feita em madeira de cedro, com folheação a ouro e olho de vidro. A descrição poderia ser de acervos de igrejas de Pernambuco, Minas Gerais ou Bahia, mas estamos falando de uma imagem de Nossa Senhora da Conceição, que faz parte do acervo da Igreja Matriz de Quiterianópolis, construída em homenagem a Santa, por volta de 1788.

O pároco da cidade, padre Donizete Maia, conta que a imagem estava quase desprezada e esquecida, correndo o risco de ser até mesmo descartada. “Ela já havia sido retirada da igreja, por conta do mal estado de conservação. Estava na paróquia e resolvi mandar restaura-la, após ser alertado de que ali se tratava da primeira imagem de nossa matriz", relata.

A imagem estava deteriorada pela má conservação e por ter recebido intervenções que não respeitavam o seu estilo artístico. As mãos originais haviam sido quebradas e em seu lugar improvisaram outras com massa modeladora, encostadas ao busto.

A obra foi restaurada em Crateús, pelo restaurador Raimundo Alcanfor. Padre Donizete comenta que o artesão ficou ‘encantado’ com a peça. “Após fazer limpeza da imagem e retirar todas as camadas de tinta ele me chamou para comunicar que se tratava de uma obra muito rara, do século XVIII”, destacou.

A hipótese do artesão reforça o relato da senhora Maria Modesto da Costa,89 anos, conhecida como Dôra, moradora da cidade. Ela é bisneta do tenente José Lopes, um dos mais antigos moradores de Santa Quitéria, atual Quiterianópolis. Senhora Dôra conta que a imagem foi trazida por Quitéria de Lima, responsável pela construção da Capela de Nossa Senhora da Conceição, em 1788. “Ela trouxe essa imagem da Bahia. Nela, tinham também uma coroa e um cordão de ouro”, acrescenta.

Frei Murilo Maia também analisou a obra e acrescentou que é uma imagem em estilo barroco tardio. “É uma bela imagem de Nossa Senhora da Conceição, folheada a ouro e silhueta barroca, contendo decoração floral com influência dos estilos rococó e naturalismo. As cores vermelha, azul e verde representam a realeza de Maria, que perpassa a nobreza terrena ou humana”, completou.

Após o trabalho minucioso de restauração, a imagem foi apresentada aos fiéis, através de uma transmissão ao vivo pelas redes sociais da Paróquia de Quiterianópolis, na noite do dia 6 de agosto, primeira noite da Festa de Nossa Senhora da Imaculada Conceição, padroeira da cidade.

Cícero Lacerda

Fotos: Hélio Martins


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Botões de Compartilhamento