terça-feira, 26 de maio de 2020

Mulher vítima de estupro na zona rural de Tauá


Uma mulher de 36 anos de idade, dona de casa e mãe de família, foi vítima de um crime de estupro na madrugada dessa segunda-feira, 25, por volta das 3h, na comunidade de Missão, distrito de Marrecas - zona rural de Tauá, por um homem que invadiu sua residência e armado possivelmente com revólver calibre 38, obrigou a mesma a praticar relações sexuais, sem o devido consentimento da vítima, que com medo de morrer, teve que entender a investida criminosa do indivíduo.

E o pior: segundo a vítima, o ato foi praticado na frente de duas crianças, 8 e de 10 anos respectivamente, sendo um menino e uma menina.

Após a ação, o acusado fugiu do local e a vítima ficou temerosa para denunciar o ato de covardia.

Ao tomar conhecimento do ocorrido, a família da vítima procurou as autoridades policiais para denunciar o fato, e na manhã desta segunda-feira,25, equipes do CPRaio realizaram diligências e conseguiram identificar o suspeito, mas não conseguiram lograr êxito na captura do mesmo que fugiu pelo matagal.

Na tarde de ontem, os raianos retornaram ao local, onde o acusado reside, e com autorização de sua companheira, os policiais, localizaram duas espingardas, sendo uma tipo "socadeira" e uma calibre 12.

A dona de casa é casada, mas mora apenas com os filhos, pois o esposo trabalha em São Paulo com Crediário.

As armas foram apreendidas e apresentadas na delegacia regional de Tauá.

A vítima foi ouvida e em seguida passou por exame de corpo de delito e foi liberada.

O inquérito policial foi instaurado e será remetido ao poder Judiciário da comarca de Tauá.

Por Flaviano Oliveira - Repórter.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Botões de Compartilhamento