quarta-feira, 23 de janeiro de 2019

Tauá recebe Festival das Juventudes do Semiárido nessa quinta-feira (24)


A partir dessa quinta-feira (24), a cidade de Tauá recebe o “Festival das Juventudes do Semiárido: Agroecologia e Democracia no Ceará”. O evento promovido pela Secretaria do Desenvolvimento Agrário (SDA), através do Projeto Paulo Freire, com o apoio do Instituto Agropolos do Ceará (IACe), é uma realização da Cáritas Diocesana de Crateús e do Centro de Pesquisa e Assessoria Esplar e reúne durante três dias cerca de 250 jovens de cinco municípios da região dos Inhamuns na Faculdade de Educação, Ciências e Letras – Cecitec.

O objetivo é proporcionar um espaço de diálogo e troca de experiências entre as juventudes rurais através de oficinas temáticas, intercâmbios de saberes e convivências entre jovens agricultores familiares do semiárido cearense. Participam desta edição jovens entre 15 e 29 anos de comunidades rurais atendidas pelo Projeto Paulo Freire dos seguintes municípios: Tauá, Quiterianópolis, Parambu, Arneiroz e Aiuaba.

O secretário do Desenvolvimento Agrário, De Assis Diniz, participa do primeiro dia do festival debatendo o tema “Juventudes do Campo: Agroecologia e Democracia no Ceará”. No mesmo painel, é aguardada as contribuições da secretária de Juventude da Fetraece, Milena Camelo; do coordenador de Ações de Educação Contextualizada da Cáritas, Paulo César Gomes; e da coordenadora de projetos de Educação Contextualizada do Esplar, Andrea Sousa.

Também estão confirmadas as presenças do deputado federal José Guimarães e do deputado estadual Moisés Brás. Os parlamentares participam da mesa de abertura do Festival das Juventudes do Semiárido dialogando com o público sobre o tema “Conjuntura Nacional e os Desafios para a Juventude Rural”.

Os destaques da edição do Festival das Juventudes do Semiárido – Tauá ficam por conta das oficinas temáticas e dos intercâmbios de saberes. Após a realização da mesa e do painel de abertura, na manhã e tarde do primeiro dia, acontecem as oficinas que abordam temas como educação contextualizada, identidade étnico-racial, violência contra a mulher, convivência com o semiárido, agroecologia e sementes crioulas.

O intercâmbio de saberes, em comunidades atendidas pelo Projeto Paulo Freire, está prevista para ocorrer no segundo dia do festival e aborda assuntos como organização social, implantação de projetos produtivos e tecnologias sociais. Ao final, na manhã do terceiro dia de encontro, os jovens apresentam e aprovam a Carta das Juventudes do Semiárido do território dos Sertões de Tauá.

Fonte:www.sda.ce.gov.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Adsense

Botões de Compartilhamento