sábado, 23 de junho de 2018

Tauaense Viviane Sucuri perde mais uma vez no UFC


Depois de vencer suas duas primeiras adversárias no Ultimate, Viviane Sucuri agora conhece o outro lado da moeda. Na manhã deste sábado,23, no card preliminar do UFC Cingapura, a brasileira foi superada por Yan Xiaonan por decisão unânime (29-28, 29-28 e 30-27), pelo peso-palha (até 52kg), e perdeu pela segunda vez consecutiva. Com muita dificuldade para entrar no raio de ação da chinesa, ela não mostrou ter outro plano e sofreu com os jabs da adversária. Na hora do anúncio, o árbitro central levantou o braço de Sucuri de forma errada, causando confusão na brasileira.

Com clara vantagem de altura, Xiaonan começou trabalhando seus chutes. A brasileira esperava a rival se aproximar para tentar jogar contragolpes, mas mostrava dificuldade para entrar no raio de ação. Uma sequência de dois cruzados tocou o rosto da chinesa na metade do round, mas Xiaonan controlava bem a distância com os jabs. Sucuri ainda tentou explodir no fim do assalto, mas acabou absorvendo alguns golpes no rosto.

O panorama não mudou muito no segundo round. Xiaonan seguia jogando na longa distância, conectando muitos jabs. A brasileira já possuía um sangramento no nariz àquela altura e recebia golpes constantes no local. Na metade do assalto, Sucuri conseguiu uma sequência boa de golpes, mas a chinesa resistiu bem. A brasileira tentou partir para uma luta mais franca e um overhand tocou o rosto da rival. Xiaonan circulou, voltou a combinar jabs e diretos e saía rapidamente do raio de ação de Sucuri, que colocou o último golpe do round e pareceu sair satisfeita quando o cronômetro zerou.

Xiaonan continuou seguindo com maestria sua estratégia. A carateca batia e saía, dando poucas oportunidades para Sucuri jogar na curta distância. A brasileira, sem muita velocidade, sofria com os jabs da rival. Jogar golpes isolados também não há a ajudava a se aproximar da chinesa, que soube administrar a vantagem e lutou com inteligência até o fim.

Fonte:sportv.globo.com/site/combate