quinta-feira, 2 de novembro de 2017

Prefeito reduz seu próprio salário e adota medidas de contenção de gastos em sua gestão


Em buscar de reduzir gastos e dar mais celeridade a sua gestão diante da crise financeira que atinge alguns municípios, o prefeito de Crateús Marcelo Machado (SD) decretou nesta terça-feira (31) algumas medidas de contenção de despesas que atingirá várias áreas de sua gestão.
O gestor começou “cortando na própria carne” e reduzindo o seu salário, do vice-prefeito e dos secretários municipais em 30%. Serão reduzidas também em 30% as despesas com combustíveis e gastos com energia elétrica. A redução atingirá também os gastos com água em 20% e 50% com manutenção dos veículos da frota do município.
Para anunciar as medidas, o prefeito reuniu os vereadores de sua base, secretários, o vice-prefeito e convocou a imprensa do município para uma coletiva onde explicou a necessidade de se tomar tais decisões para garantir a governabilidade.
O prefeito fez menção a nomes de algumas lideranças do município, e ressaltou que era hora de deixar de lado as brigas e toda a classe politica se unir em prol de angariar recursos para Crateús. Marcelo classificou que aquele momento era um dia histórico para Crateús e que a população precisava compreender que o momento não era unir forças em prol da coletividade.
Representando a controladoria do município o advogado Dr. Davi Bezerra ressaltou que Crateús estava entre os municípios que teria ultrapassado os 54% da Receita Corrente Liquida em gastos com pessoal e que a medida sanaria também esse problema.
Uma das áreas atingidas pela gestão Marcelo machado foi à da educação, professores contratados tiveram corte na hora atividade e passarão a ganhar somente as horas trabalhadas em sala de aula.
FONTE: Blog do Manoel Sales