quarta-feira, 8 de junho de 2016

Os benefícios que um abraço pode trazer


Ah, o abraço. Por que será que um gesto tão simples, generoso e que proporciona tantos benefícios pode ser deixado de lado com o tempo, com a rotina? E isso vale especialmente no caso da vida a dois. Então, anote aí: abraçar não custa nada, ele é capaz de mudar a natureza de um diálogo e até mesmo de promover a liberação de hormônios no organismo que trazem a sensação de bem-estar.
Mas a triste verdade é que abraçamos quem amamos e deixamos de abraçar essas mesmas pessoas por descaso ou correria do dia a dia. Com o tempo isso vai sendo negligenciado e quando você percebe não abraça mais nem mesmo a pessoa que está todos os dias em casa com você.

Marcando presença
Finalmente depois de um longo dia vocês estão juntos de novo.
Deixe de lado o hábito de dizer apenas um "oi" (às vezes, nem isso um fala para o outro) e abrace seu parceiro afetuosamente, sem pressa.
Dessa forma, vocês vão poder sentir o calor um do outro.

Aconchego

O dia a dia nem sempre é fácil.
Decepções fazem parte e nada melhor do que abraçar seu parceiro carinhosamente quando perceber que ele não está bem.
Mesmo em silêncio, o coração do outro receberá a mensagem que diz: "Eu estou aqui por você. Estamos juntos".

Abraços melhoram o humor

Quando abraçamos alguém, a ocitocina (também conhecida como o hormônio do bem-estar) é liberada, fazendo-nos sentir muito mais calmos.

A duração do abraço

Abrace enquanto estiver gostoso, mas por curiosidade, normalmente, um abraço comum leva em torno de 10 segundos (e há quem ache perda de tempo...).
Faça-o ser "bem apertado" e o calorzinho de um corpo no outro vai fazer com que vocês queiram ficar juntos por mais alguns segundos.

Abraços auxiliam a saúde do coração

Há estudos que já provaram os benefícios do abraço para a saúde, sabia?
Alguns dizem, por exemplo, que enquanto abraçamos as nossas frequências cardíacas baixam significativamente.

Sinalizando

Um abraço gostoso sinaliza, mesmo sem palavras, que tudo está bem na relação, o que funciona como segurança.

Não há restrição

Ao contrário do "beijo espetacular", aquele que envolve mãos, pernas e corpo, um simples e carinhoso abraço pode ser dado em locais públicos sem chamar a atenção ou ir contra qualquer lei/regra local.

Autoestima

O gesto aumenta significativamente a auto estima do abraçado, servido como disse antes como conforto. Ele saberá assim que é o alvo e destinatário da sua afeição.

Calmantes

Abraços são considerados verdadeiros calmantes porque eles fazem com que as taxas de cortisol (hormônio do estresse) sejam reduzidas no organismo de forma significativa. Bom, não?

Incrementos de futuro

Quem diria que um simples abraço pode ajudar a prosperar alguém? Pois é, o abraço carinhoso é uma injeção de ânimo capaz de empurrar para frente qualquer pessoa.
É como se fosse uma frase sem palavras: “Vá, confio e torço por você”.
Talvez por isso mesmo uma psicoterapeuta de renome, Virginia Satir, disse certa vez: "Precisamos de quatro abraços por dia para sobreviver. Precisamos de oito abraços por dia para manutenção. Precisamos de 12 abraços por dia para crescermos na vida.
Portanto, sem receios... abrace já!

Que tal o 'Guinness World Records'?

Em 14 de Fevereiro de 2010, Jeff Ondash deu 7.777 abraços.
Ele também é o detentor do recorde mundial para o maior número de abraços efetuados em uma hora: 1.205.
Que tal superá-lo? Brincadeira (rsrsrs).
Use os abraços para fazer a sua felicidade e a de quem você ama, já estará ótimo!

Abraços coletivos

Por que ser conhecido como aquele que só reclama?
Que tal mudar esse "rótulo" por um bem melhor: "aquele que adora abraços"?
Abraçar é indispensável na vida a dois, mas na vida social também. Portanto, todos precisam de abraços.
Arrisco dizer que o mundo está carente deste gesto de carinho e conforto.

Comunicação

O abraço, até mais do que o beijo às vezes, melhora a comunicação entre duas pessoas.
Ele funciona inclusive para substituir frases inteiras, como já disse aqui nas dicas anteriores.
Então, porque deixar de fora um “instrumento” tão importante como este?

Toma lá, dá cá

Eu diria ainda que os benefícios do abraço são mútuos, ou seja, todo mundo sai ganhando.
Tanto o "doador" quanto o receptor de um abraço conseguem desfrutar de todas as coisas boas e positivas que esse gesto pode proporcionar.

Como uma dança...

O abraço entre duas pessoas que se amam é como um passo de dança. São corpos em movimentos e envolve sensações, calor, tudo misturado naqueles segundos em que estão bem juntos.
No momento do abraço, os corações pulsam bem perto um do outro. Mesmo no início do namoro, quando ainda não há muita intimidade, é o abraço que facilita essa proximidade, alimenta o calor e promove o aumento da paixão.


http://www.msn.com