segunda-feira, 3 de dezembro de 2018

Vereador diz que o IPMT está quebrado e falido


A situação do Instituto de Previdência do Município de Tauá,IPMT,voltou a ser debatida na sessão desta segunda-feira,03,da Câmara Municipal.O vereador Felipe Viana,no seu pronunciamento disse que a dívida do instituto ultrapassa os 02 milhões e 730 mil reais.Segundo ele,a gestão do instituto fez comunicados para o executivo,sobre o montante,mas deixou de informar a real situação para a Câmara Municipal,o Sindicato dos Servidores ou até mesmo Ministério Público.Felipe Viana disse que a situação gera uma insegurança para o servidor municipal,que fica na dúvida se seus direitos serão respeitados futuramente,diante da real situação.Ele fez a solicitação de um requerimento verbal para seja alterada a gestão do instituto de previdência.Para o vereador é inadmissível que a mesma gestão continue.Felipe Viana foi enfático ao dizer que o instituto está quebrado e falido.

O vereador Antonio Coutinho fez um aparte ao pronunciamento do vereador Felipe,quando chamou á atenção para a situação das Secretarias de Educação e saúde do município.Segundo ele,as duas estão quebradas e sem condições de sequer pagar os funcionários.Segundo ele,se houver justiça,alguém vai parar na cadeia.

O vereador Alaor Mota também abordou a situação do Instituto da Previdência no seu pronunciamento.Ele lembrou que já vinha alertando para a situação do instituto e que é preciso realmente se fazer alguma coisa para salvá-lo.Ele relatou que tem um exemplo de um instituto que funciona com perfeição,que é do município de Acopiara.

Repórter Edy Fernandes