quarta-feira, 5 de dezembro de 2018

PGR se manifesta sobre agravo regimental na reclamação contra a cassação do prefeito de Tauá


O prefeito Carlos Windson Cavalcante Mota,que teve seu mandato casado pela Câmara Municipal de Tauá,ainda tenta voltar através da reclamação 31778,que tramita no Supremo Tribunal federal,STF.O Ministro Gilmar Mendes,em decisão do dia 14 de novembro,cassou a liminar que mantinha o prefeito no cargo e negou seguimento da reclamação.No entanto,dentro do prazo,no dia 30 de novembro,Carlos Windson apresentou um agravo regimental,que é um recurso.No dia 03 de dezembro foi interposto o agravo com pedido de vistas a PGR,procuradoria Geral da República.Nesta quarta-feira,05,o Sub-procurador Geral da República,Carlos Alberto Vilhena fez a sua manifestação,onde opina pelo não seguimento da reclamação.Confira:



O processo agora está mais uma vez concluso ao relator,Ministro Gilmar Mendes.A qualquer momento ele poderá apresentar sua nova decisão.

Repórter Edy Fernandes