segunda-feira, 5 de novembro de 2018

Secretária de Educação foi sabatinada na sessão da Câmara Municipal de Tauá


A Secretária de Educação do Município de Tauá,Sandra Margarete Castro,esteve presente na sessão desta segunda-feira,05,da Câmara Municipal,para atender a uma convocação aprovada pelo legislativo.O requerimento que pediu a convocação foi de autoria do vereador Felipe Viana e pedia esclarecimentos sobre 04 itens:Reajuste do piso salarial dos professores;transporte escolar referente ao segundo semestre;calendário de reposição de aulas e transporte de professores.

A Secretária iniciou sua fala,fazendo uma breve apresentação,pediu desculpas por ter adiado a convocação,por um problema de saúde de um familiar e ficou a disposição para as perguntas dos parlamentares.Como autor do requerimento,o vereador Felipe Viana foi o primeiro a fazer a abordagem e questionou porque não foi concedido o reajuste de 6,81% para os servidores da Educação.A Secretária respondeu que o piso vem sendo aplicado desde 2017 e chamou imediatamente um dos seus assessores,Paulo Lira,para fazer considerações sobre a pergunta.Segundo ele,o piso foi reajustado e vem sendo pago.No entendimento do vereador Felipe,os professores já recebiam acima do piso e essa sequencia não foi mantida.Para o vereador Marco Aurélio,se o aumento foi concedido,como disse a Secretária,está sendo pago de forma irregular,pois não passou por aprovação da Câmara Municipal.

A vereadora Williana questionou a falta de um calendário de pagamento para a área de Educação.A Secretária disse que está chegando agora,mas o assunto está na pauta de discussão dentro da Secretaria.A vereadora também iniciou o questionamento sobre a falta do transporte escolar,um problema que vem atingindo todo o interior do Município.Sobre o assunto a Secretária respondeu que está vendo a possibilidade de criar dentro da pasta uma coordenadoria de transportes,já que os problemas fogem ao conhecimento da pasta.Ela negou que haja atraso no pagamento do transporte escolar,culpando os proprietários de veiculos por alguma falta de pagamento,por não terem apresentado a documentação legal.

A Secretária foi questionada sobre a falta dos alunos as aulas,por conta da irregularidade do transporte escolar e respondeu que a reposição será feita de forma modulares e que estão sendo estudadas outras maneiras.Sobre o transporte de professores,a secretária informou que a situação já foi regularizada ,não existe atraso no pagamento e que vai rever a questão para o ano de 2109.

Alguns parlamentares ficaram insatisfeitos com as respostas evasivas e até a falta de respostas para outras interrogações.Em alguns momentos ela alegou que a pergunta não estava dentro dos itens da convocação.Alguns parlamentares aproveitaram para fazerem uma espécie de desabafo,retratando a real situação.

CONFIRA A SESSÃO