quarta-feira, 25 de julho de 2018

Réu condenado a mais de 14 anos de prisão em júri em Tauá


Foi realizado nesta quarta-feira,25,no Fórum dr.Fábio Augusto,em Tauá,um dos julgamentos mais aguardados pela população.Depois de alguns adiamentos,foi submetido ao júri popular o réu Antonio Inácio Neto.Ele é acusado do assassinato do comerciante Cicero Jatai Sobrinho,conhecido como Irivan,fato ocorrido no dia 16 de agosto de 2014,em um box na praça Manoel Mariano no bairro Alto Brilhante.O crime foi praticado,segundo o réu,por motivo passional,já que descobriu que o comerciante estava tendo um relacionamento com sua mulher.Após a prática do crime,Antonio Neto fugiu e alguns dias depois foi preso no Municipio de Parambu.Após alguns meses preso ele conseguiu a liberdade enquanto aguardava o julgamento.

O julgamento foi muito concorrido e contou com a presença de um grande público.O júri foi presidido pela drª Giséli Lima,contando com a atuação na acusação da promotora Karina Mota e do advogado José Viana de Abreu e na defesa do réu o advogado Lauriano Francisco Alves de Oliveira.Após os debates o réu foi condenado a 14 anos e 06 meses de prisão.Como ele estava em liberdade,vai aguardar a notificação para ser recolhido a prisão.