quarta-feira, 30 de maio de 2018

Operação realizada em Crateús resultou com uma pessoa presa e outra morta


Equipes da Polícia Civil comandados pela Delegada Regional Dra Ana Scotti, Batalhão de divisas e Raio cumpriram na manhã desta terça (29) três mandados de busca e apreensão na cidade de Crateús.

Um deles foi cumprido na residência de Rodrigo Alves Martins -31 anos, natural de São Paulo, corretor de seguro DPVAT, residente na Avenida Sargento Hermínio- Bairro São Vicente- Crateús. Lá policiais não encontraram nada mas segundo informações, ele teria levado os policiais a uma outra residência onde teria droga escondida.

Na outra residência também foi cumprido um mandado de busca e apreensão. Seria a residência de Tiago Gomes Torres. Na casa, policiais encontraram droga.O terceiro mandado de prisão foi cumprido na residência da mãe de Tiago, localizada também no bairro Ipase. Nada de anormal foi encontrado. Na casa onde a droga foi encontrada Thiago acabou sendo preso e conduzido para a delegacia de polícia pela equipe comandada pela delegada Regional.O restante das equipes ficaram na casa com Rodrigo à procura de outros produtos ilícitos, inclusive, arma de fogo, pois a denúncia que teria arma de fogo.

Segundo informações dos policiais, durante o cumprimento, Rodrigo teria conseguido abrir a algema, se apoderado de um revólver que estava dentro de um fogão e efetuado disparos contra os policiais militares que revidaram sendo que Rodrigo acabou sendo atingido com cerca de 2 tiros. O mesmo foi colocado na viatura socorrido para o Hospital São Lucas onde já deu entrada sem vida.

Na casa, policiais apreenderam um revólver calibre 38 Taurus, alguns cartuchos e também a algema. Todo o material foi levada para a delegacia de polícia. Tiago Gomes Torres foi autuado em flagrante por tráfico de entorpecentes.

Em entrevista a nossa reportagem a delegada Regional Doutora Anna Scotti relatou que Rodrigo e Thiago estariam ligados à facção criminosa Comando Vermelho e que eles estariam cumprindo algumas determinações de Anderson Bruno, que é o responsável, segundo a polícia por ameaças contra autoridades do município de Crateús (delegada, promotor e Juiz).Segundo informações eles estariam fazendo mandados de Anderson Bruno aqui no município. O corpo de Rodrigo foi encaminhado para o Instituto Médico Legal na cidade de Tauá e foi constatado que não houve outro tipo de lesão, além dos disparos

Familiares de Rodrigo estiveram na Delegacia de Polícia e não acreditam na versão apresentada pela polícia. Segundo a família rodrigo saiu de sua residência na avenida sargento hermínio algemado com os braços para trás e que deveria ter sido levado para Delegacia de Polícia em vez de ter sido levado para outra residência onde aconteceu o fato.

Afirmam que não teria como ele reagir algemado e diante de varios policiais.Eles esperam que o fato seja apurado. Na manhã desta terça a movimentação foi intensa na delegacia de polícia, inclusive com a presença do doutor Marcos Aurélio comandante do DPI norte.

O fato tem causado muita repercussão em crateús e na região. A arma apreendida, algema, serão enviadas para a perícia.As armas dos policiais também serão periciadas.

Rodrigo já respondia a procedimento policial por crime de trânsito.

Repórter Tony Sales