sexta-feira, 8 de dezembro de 2017

Professores voltam as aulas segunda-feira,mas mobilização continua



Os professores da rede Municipal de Tauá,voltaram a se reunir na manhã dessa sexta-feira,08,quando algumas decisões foram tomadas,diante do impasse criado com o executivo,por conta do atraso do pagamento do salário da categoria.Após a reunião foi emitido o seguinte comunicado:

COMUNICADO

A comissão representativa eleita para representar o movimento de mobilização dos professores municipais de Tauá que buscam uma SOLUÇÃO PARA O PAGAMENTO DO SALÁRIO REFERENTE AO MÊS DE NOVEMBRO EM ATRASO E DEFINIÇÃO DE UMA AGENDA OFICIAL DE PAGAMENTO POR PARTE DA PREFEITURA MUNICIPAL DE TAUÁ DO MÊS DE NOVEMBRO E DEZEMBRO do corrente ano, vem através deste dar conhecimento à todos das decisões tomadas em plenária na data de hoje com ampla participação dos professores municipais:

1 – A mobilização CONTINUA com a seguinte pauta:

- SEGUNDA-FEIRA dia 11, os professores estarão na Câmara Municipal de Tauá usando a tribuna para divulgar o movimento e sua pauta de reinvindicações.

- TERÇA-FEIRA será solicitada agenda com o Ministério Público para orientações de possíveis ações judiciais.

- QUARTA-FEIRA será solicitada agenda com a Gestão Municipal na pessoa do seu gestor maior no sentido de tentar construir uma resolutiva plausível COM DATAS que assegure aos professores o recebimento dos seus salários.

2 – Como gesto de boa vontade para com a gestão, atendendo ao pedido do Sr. Prefeito Carlos Windson, e ratificando nosso COMPROMISSO E RESPONSABILIDADE para com o alunado, os professores retomarão suas atividades em sala de aula de SEGUNDA A QUARTA FEIRA aguardando que a Gestão Municipal possa apresentar uma PROPOSTA DE PAGAMENTO OFICIAL E EFETIVA aos professores.

3 - CONTINUA CONFIRMADA A ASSEMBLÉIA GERAL do dia 14 quinta-feira, ás 08h da manhã no auditório do CECITEC para DELIBERAR sobre a DEFLAGRAÇÃO EFETIVA de greve caso não haja nenhum acordo entre a categoria e a Prefeitura Municipal de Tauá.

4 – A categoria entenderá CASO NÃO HAJA o pagamento dos professores TEMPORÁRIOS previsto para o dia 11/12 como mais um descumprimento e clara incapacidade da gestão de honrar com seus compromissos perante os servidores da educação.

CONTINUAMOS EM LUTA!!