quinta-feira, 19 de outubro de 2017

Cabo da PM que atuava em Parambu,acusado de envolvimento com quadrilha no Estado de Pernambuco



Um Policial Militar do Ceará foi preso e três suspeitos morreram durante uma operação da Polícia Civil de Pernambuco que desarticulou uma quadrilha de roubo a carro-forte, nesta quarta-feira, 18. Em nota, a Polícia Civil de Pernambuco informou que o militar foi identificado como José Thiago Rocha da Silva. Ele é cabo da Polícia Militar de Parambu (CE), no interior do Ceará, e atuava fazendo a ligação da quadrilha com presidiários.

Conforme a Polícia de Pernambuco, durante a prisão houve um confronto no Sítio Quixaba 1, a 15 quilômetros do município de Salgueiro, entre as polícias e os criminosos, que culminou com a morte de três suspeitos. Além do policial, foi preso um segundo homem e outros dois estão sendo procurados. Na ação, foram apreendidos quatro fuzis, duas pistolas e 127 quilos de explosivo.

O POVO Online entrou em contato com o relações públicas da Polícia Militar do Ceará, tenente-coronel Andrade Mendonça, que informou que a categoria não irá se manifestar sobre a prisão do policial. “A PM não vai se manifestar até ser comunicada oficialmente sobre o fato. Não temos nenhuma informação por parte da Polícia Militar de Pernambuco sobre a participação efetiva de algum policial militar nessa ocorrência. Enquanto não houver, por parte da Polícia Militar de Pernambuco ou da Polícia Civil do Ceará, informando em caráter oficial a participação de algum policial militar nosso, nós não iremos manifestar nenhuma posição sobre isso”, disse.

Um policial militar que também trabalha na cidade de Parambu e não quis ser identificado, informou que Thiago trabalhava no município desde que entrou na polícia e estava de folga nessa quarta-feira. “Ele trabalhava dois dias e folgava quatro. Soube que ele já vinha sendo investigado desde o ano passado, mas na corporação a conduta dele era perfeita. Ele é do concurso 2008, da turma 2009, ficou reprovado no provão, entrou com liminar e conseguiu ingressar em 2015”, afirma.

Força-tarefa
De acordo com a Polícia de Pernambuco, mais de 220 praticantes de roubo a carro-forte foram capturados pelas forças de segurança do Estado. Com isso, 30 quadrilhas, com atuações em diversos estados da federação, foram desarticuladas.

Em setembro deste ano, houve duas investidas consumadas a instituições financeiras, sendo um carro-forte e uma agência bancária, contra nove no mês anterior, onde três carros fortes, três agências e três caixas eletrônicos foram atacados.

Ainda segundo a Polícia, a queda desse tipo de crime tem relação com a atuação da força-tarefa em Pernambuco, reformulada recentemente pelo secretário local, Antônio de Pádua, que integrou aos grupos de trabalho, além das operativas do Estado, as polícias Federal, Rodoviária Federal e Exército.

Fonte:O Povo