quinta-feira, 31 de agosto de 2017

Traição: pesquisa revela quais são as justificativas mais usadas pelas pessoas


Segundo um estudo feito pelo site de #Relacionamentos extraconjugais ‘Illicit Encounters’, o principal horário em que as pessoas procuram amantes é o da manhã, mais precisamente nas manhãs de segundas-feiras. Já outra pesquisa feita no Reino Unido mostrou que uma das desculpas ‘esfarrapas’ que as pessoas costumam usar mais quando vão trair é que estão junto com amigos, praticando algum tipo de esporte.

O leva uma pessoa a trair?

Ao que tudo indica, o costume de boa parte das pessoas que são traídas por seus parceiros ou parceiras é o de ficar se lamentando e se culpando pelo ocorrido, ficam se perguntando o que teriam feito de errado ou o que haveria de errado com elas para que isso tenha acontecido.Mas de acordo com um estudo feito pela varejista britânica ‘Superdrug’, nem sempre um adultério tem a ver com algo que esteja acontecendo no relacionamento ou com o cônjuge. Ao coletar dados de 2 mil norte-americanos e europeus, os pesquisadores analisaram seus hábitos amorosos e, assim, puderam descobrir de fato quais são as principais justificativas ou motivos que levam as pessoas a traírem.

Justificando o crime

Pelas mulheres, as principais justificativas mais utilizadas, tanto pelas norte-americanas, como também pelas europeias, era que o seu parceiro já não prestava mais atenção nelas. Já os homens, das mesmas nacionalidades, afirmaram, em sua maioria, que o motivo que os levaram a trair foi que a amante era muito atraente e por isso não resistiram à tentação.

Curiosamente, 71% dos homens norte-americanos que participaram da pesquisa se mostraram estar realmente arrependidos de terem traído suas companheiras.Já os europeus, 56,5% apenas afirmaram o mesmo.

Agora, entre as mulheres norte-americanas, apenas 57,8% disseram estar arrependidas de verdade em relação a sua infidelidade, enquanto entre as europeias, 58,6% disseram o mesmo.

Ao serem questionados(as) aonde teriam conhecido seus(suas) respectivos(as) amantes, 32,9% dos homens e 40,6% das mulheres afirmaram que acabaram se relacionaram com um amigo ou amiga. Em segundo lugar, ficaram os parceiros ou parceiras do trabalho e em terceiro os desconhecidos ou desconhecidas que passaram a conhecer de forma aleatória.

Outra estatística interessante revelada pela pesquisa foi que os as mulheres europeias costumam trair mais do que os homens europeus. Enquanto isso, nos EUA, a situação acontece de modo inverso.

O que seria uma verdadeira traição?

De acordo com 100% dos candidatos da pesquisa, o sexo anal, vaginal e oral, configuram uma real infidelidade. Porém, na mesma lista, sair com um amigo e dormir com ele na mesma cama também apareceu e, consequentemente, foi colocado como um tipo de #traição. #Homensemulheres