quarta-feira, 10 de maio de 2017

Réu condenado por assassinato de companheira


Foi realizado na manhã dessa quarta-feira,10,no fórum Dr.Fábio Augusto,em Tauá,mais um julgamento do Tribunal do Júri dessa comarca,dando sequencia a uma pauta elaborada que vai até o final desse ano.Foi julgado o réu José de Sousa Alves,acusado do assassinato de sua companheira,Eloisa Alves de Amorim.O réu se encontra preso na cadeia pública de Tauá desde a época do fato e foi conduzido até o fórum para o julgamento.No seu depoimento ele alegou que estava no dia do fato muito embriagado e brincando com a arma,um revólver calibre 32,quando de forma acidental houve o disparo que tirou a vida de sua companheira.Segundo ele,ainda tentou contra sua própria vida.Apesar das alegativas do réu e da defesa,a acusação atuou firme,terminando com a sentença de condenação.O réu foi condenado a principio a 14 anos de prisão,mas contando atenuantes como a confissão,ficando a pena estabelecida em 12 anos de reclusão,inicialmente em regime fechado.Após a divulgação da sentença ele foi reconduzido para a cadeia pública de Tauá.

O júri foi presidido pela titular da 1ª vara,Drª Giséli Lima,atuando na acusação a promotora,Drª Karine Mota e na defesa do réu o defensor público,Dr.Leonardo.O próximo julgamento acontecerá no dia 17 de maio,quarta-feira,sendo submetido ao júri o réu Cicero da Silva.