quarta-feira, 1 de fevereiro de 2017

Alimentos que te deixam com muito mais fome


Sabe quando você faz uma refeição e não se sente saciado? Parece que a fome reaparece em questão de minutos. Porém, escolhendo os alimentos certos, você pode evitar que isso aconteça e, melhor ainda, garantir a sensação de saciedade por um tempo prolongado. Abaixo, confira quais são os alimentos que te deixam com mais fome:

Pães e massas feitos com farinha refinada

"Alimentos derivados de farinha refinada possuem alto valor glicêmico e, por isso, são digeridos mais facilmente e convertidos em açúcar, fazendo com que o corpo libere mais insulina rapidamente", explica a nutricionista funcional Regina Moraes Teixeira.O índice glicêmico mede o tempo que o carboidrato de um alimento demora para ser absorvido pelo intestino. Quanto mais rápida essa absorção, maior a capacidade desse alimento de gerar picos de insulina no organismo.

"A insulina, hormônio produzido pelo pâncreas e que leva a glicose para dentro das células, é utilizada como combustível do nosso organismo. O que ocorre é que quando existe uma sobrecarga de glicose, as células se tornam resistentes aos sinais de insulina para recuperar a glicose do sangue. Isso força o corpo a armazenar esse excesso de glicose como gordura, aumentando o peso e aumentando também o apetite", acrescenta Regina.

Bolachas recheadas, salgadinhos, chocolates...

    "Isso sem falar que os níveis de sódio e gordura contidos em comidas industrializadas ultrapassam e muito o recomendável, tornando-se um agente poderoso no aumento de casos de hipertensão e obesidade", lembra a nutricionista Daniela Jobst.

    Mas não para por aí: "as comidas processadas de um modo geral, como chocolate, bolachas recheadas, bolos, snacks, também possuem um alto valor glicêmico e ativam os centros de recompensa do nosso cérebro", alerta Regina. Essa sensação boa gerada no cérebro condiciona o organismo a sempre pedir mais por esse tipo de alimento. Portanto, melhor evitá-los!

    Alimentos congelados, carnes processadas e enlatados

    De forma geral, busque eliminar da dieta todos os alimentos que contenham glutamato monossódico. "Essa substância é usada na indústria como um potencializador de sabor, amplamente encontrada em alimentos congelados, carnes processadas e enlatados", destaca Regina.Além de não trazer saciedade para o organismo, esse elemento aumenta a pressão arterial por conter grandes quantidades de sódio. "Estudos mostram que ele pode piorar disfunções de aprendizado, além de favorecer o Mal de Alzheimer e Mal de Parkinson", conta o nutricionista Israel Adolfo.

    Outras pesquisas afirmam que a substância pode gerar dependência, uma vez que se assemelha a neurotransmissores e estimula receptores específicos da língua humana. Ou seja, pode fazer você querer comer mais.

    Bebidas alcoólicas

    Um estudo organizado pela instituição inglesa Slimming World mostrou que exagerar nas bebidas alcoólicas interfere negativamente na alimentação, levando a escolhas de alimentos gordurosos e calóricos. Pelos dados levantados, o corpo acumula 900 calorias a mais do que o normal, graças às escolhas alimentares geradas pela bebida e à falta de disposição para realizar atividades físicas, também associada ao álcool.Além disso, Israel Adolfo explica que o álcool causa desidratação, sobrecarrega órgãos como rins, fígado e cérebro, afeta a força e o equilíbrio e ainda faz com que a reserva de glicogênio hepático, matéria prima da formação dos músculos, seja comprometida, levando a uma diminuição do rendimento.

    Fonte:http:www.minhavida.com.br