quinta-feira, 1 de dezembro de 2016

Tauá e Parambu agraciados com o Selo Unicef


Foram quatro anos de muito trabalho para garantir o direito a saúde, educação, proteção e participação social às crianças e adolescentes de centenas de municípios do Semiárido brasileiro. Foram 1.502 municípios convidados em 2013, dos quais 1.134 se inscreveram e 658 seguiram na iniciativa até 2016.

E agora 308 municípios de 10 Estados são certificados com o Selo UNICEF Município Aprovado, um reconhecimento internacional aos municípios que mais avançaram na direção da redução das desigualdades sociais e garantia dos direitos dos nossos meninos e meninas.

No Ceará, dos 184 municípios, apenas 82 foram certificados. A data da solenidade para a entrega do Selo ainda não foi divulgada.

A conquista do Selo Unicef Município Aprovado veio a partir do desenvolvimento de uma série de ações das Prefeituras que possibilitou melhorias na vida de crianças e adolescentes desde a adesão à iniciativa.

Cada município, deveria pontuar nos três eixos: Impacto Social, Gestão de Políticas Públicas e Participação Social, além da realização de dois fóruns comunitários e do comitê intersetorial municipal, formado por membros das secretarias de Saúde, Educação e Ação Social.

Selo Unicef Município Aprovado

O Selo é a contribuição do UNICEF para o alcance dos objetivos do Pacto Nacional Um mundo para a criança e o adolescente do Semiárido, compromisso firmado em junho de 2004 e renovado em 2007 pelo Presidente da República, ministros de Estado, governadores do Nordeste, Espírito Santo e Minas Gerais, organizações da sociedade civil, organismos internacionais e empresas.

A metodologia do programa contribui para o Brasil implementar o Estatuto da Criança e do Adolescente (Lei Federal nº 8.069/90), reduzir as disparidades regionais e alcançar os Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODM).

A baixo a relação de todos os 82 municípios cearenses que foram certificados com o selo Unicef em todo Brasil foram 308 municípios certificados.

Acaraú – CE
Acopiara – CE
Altaneira – CE
Alto Santo – CE
Aquiraz – CE
Aracati – CE
Araripe – CE
Barbalha – CE
Barreira – CE
Barroquinha – CE
Beberibe – CE
Bela Cruz – CE
Brejo Santo – CE
Camocim – CE
Campos Sales – CE
Cariré – CE
Cascavel – CE
Coreaú – CE
Crato - CE
Crateús – CE
Croatá - CE
Cruz – CE
Deputado Irapuan Pinheiro – CE
Ererê – CE
Eusébio – CE
Farias Brito – CE
Forquilha – CE
Fortim – CE
Frecheirinha – CE
General Sampaio – CE
Granja – CE
Groaíras – CE
Guaramiranga – CE
Horizonte – CE
Ibiapina – CE
Iguatu - CE
Iracema – CE
Irauçuba – CE
Itaiçaba – CE
Itapajé – CE
Itapipoca – CE
Jaguaribe – CE
Jaguaruana – CE
Jati – CE
Jijoca de Jericoacoara – CE
Jucás – CE
Limoeiro do Norte – CE
Maracanaú – CE
Marco – CE
Massapê – CE
Mauriti – CE
Milhã – CE
Miraíma – CE
Missão Velha – CE
Morrinhos – CE
Ocara – CE
Pacoti – CE
Palhano – CE
Palmácia – CE
Parambu – CE
Penaforte – CE
Pereiro – CE
Piquet Carneiro – CE
Pires Ferreira – CE
Poranga – CE
Porteiras – CE
Potiretama – CE
Quixeré – CE
Redenção – CE
Russas – CE
Salitre – CE
São Gonçalo do Amarante – CE
São João do Jaguaribe – CE
São Luís do Curu – CE
Sobral – CE
Solonópole – CE
Tabuleiro do Norte – CE
Tauá – CE
Tianguá – CE
Ubajara – CE
Várzea Alegre – CE
Viçosa do Ceará – CE


 Com informações do site do UNICEF http://selounicef.org.br/semiarido/